Henrique Avancini e a relação entre ciclistas e motoristas - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Henrique Avancini e a relação entre ciclistas e motoristas

Compartilhe
Henrique Avancini guardando a bicicleta na mala do carro Discovery Sports, da Land Rover

Assim como no ciclismo estrada, os atletas do ciclismo mountain bike precisam de resistência para percorrerem os quase 6km de circuito com subidas, descidas e terrenos desnivelados, como pedras e raízes das árvores. Dependendo da circunstância climática, a prova torna-se ainda mais desafiadora, com atletas tendo visibilidade comprometida e terminando as provas com um “banho” de lama, não sendo raro também ocorrerem acidentes.


O brasileiro campeão mundial Henrique Avancini sabe bem como é preciso de equipamentos resistentes para uma boa prova. Dentre os títulos e feitos do fluminense de 32 anos estão, além do Mundial de 2018 na prova de maratona, seis títulos brasileiros, diversas etapas de Copa do Mundo, e a liderança do ranking mundial obtida no ano passado.


Mais do que nunca ele é o brasileiro que enxerga que força, qualidade e resistência andam juntos na modalidade. Até o próprio pneu do ciclismo mountain bike - mais largo do que de uma bicicleta normal - pode furar, assim como uma quebra de alguma peça ou até mesmo dos também resistentes amortecedores.



Por conta disso, o apoio é essencial para uma ajuda técnica propícia para o retorno dos competidores à prova o mais rápido possível. Os carros de apoio são mais frequentes no ciclismo de estrada, conhecida como a maratona do ciclismo, mas também não é incomum nas provas de montanha terem carros em pontos específicos para uma ajuda mais técnica aos competidores.


Apesar da harmonia e do apoio entre ciclistas e motoristas nas provas profissionais, o que vimos diariamente não é essa prática. O próprio Henrique Avancini relatou em suas redes sociais, no início deste ano, uma discussão entre ele e um motorista, revoltado por ele estar treinando (link acima).


Surte + Focando em Tóquio, Henrique Avancini desiste de etapas da Copa do Mundo


Ciclistas como motoristas

Os ciclistas também ficam do outro lado da situação quando atuam como motoristas. Automóveis costumam serem cruciais para os treinos e não só como apoio ou transporte, mas também para treinos de velocidade nas estradas e para dar conforto e estabilidade nos translados com as bikes, o que facilita o treino dos atletas de alto rendimento.


Henrique Avancini ajusta sua bicicleta em seu carro, o Discovery Sports
Avancini em carro pré-lançado com sua assinatura - Foto: Land Rover


Avancini vive a expectativa de disputar as Olimpíadas de Tóquio já podendo contar com a ajuda do seu carro, o Discovery Sports, assinado pelo próprio na Land Rover - marca que o patrocina desde 2019. A tecnologia InControl Driver Assistance está presente no modelo, cooperando para uma melhor relação entre ciclistas e motoristas nas estradas do país, já que a tecnologia ajuda na detecção de objetos próximos ao veículo. Com expectativa de lançamento em agosto, a edição limitada já se encontra em pré-venda e promete proteger a conexão entre esportistas e motoristas.


Foto em destaque: Land Rover

Nenhum comentário:

Postar um comentário