Djokovic vira após estar dois sets abaixo, vence Roland Garros e fatura 19º título de Grand Slam - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Djokovic vira após estar dois sets abaixo, vence Roland Garros e fatura 19º título de Grand Slam

Compartilhe

O tenista sérvio Novak Djokovic fez história mais uma vez. Após estar dois sets abaixo no placar, ele virou a decisão de Roland Garros 2021, diante o grego Stefanos Tsitsipas e garantiu o seu segundo troféu de campeão no saibro parisiense (o primeiro foi em 2016). Vitória por 3 sets a 2, com parciais de 6-7 (6), 2-6, 6-3, 6-3 e 6-4 em 4h11 de partida, que lhe rendeu o 19º título de Grand Slam na carreira. 

Djokovic segue cumprindo o que prometeu. Após dizer que buscaria todos os grandes recordes do tênis, ele se aproximou ainda mais de Roger Federer e Rafael Nadal, entre os tenistas com maior número de títulos de Grand Slam, ficando apenas um atrás do suíço e do espanhol

Este é o segundo Major que o sérvio vence em 2021, mantendo viva a possibilidade de um ‘Verdadeiro Golden Slam’, quando o jogador vence todos os Grand Slams numa única temporada, mais a medalha de ouro olímpica, algo que apenas a alemã Steffi Graf realizou, em 1988. 

Ao ganhar Roland Garros, Djokovic também se torna o primeiro tenista que eliminou Rafael Nadal no torneio e terminou com o título. Desde que ficou de fora do US Open de 2017, devido uma lesão no cotovelo, Djokovic conquistou sete dos 13 Grand Slams disputados

A vitória sobre Tsitsipas foi a segunda de Djokovic, em que precisou reverter um placar de 2 sets a 0 favorável ao adversário, em Roland Garros 2021. O primeiro foi nas oitavas de final, diante o italiano Lorenzo Musetti, que abandonou o jogo no quinto set, com problemas físicos. 

O jogo 

Logo no primeiro game do jogo, Tsitsipas sofreu para confirmar seu serviço. precisando salvar break points. A partir disso, o set foi alternando os momentos de domínio, sendo sempre favorável ao tenista que estava sacando. 

No 11º game, Tsitsipas finalmente conseguiu o pressionar o serviço de Djokovic, chegando ao set point. Mas o sérvio jogou muito no ponto decisivo, salvando o game e confirmando o saque. No game seguinte a pressão mudou de lado e foi Djokovic quem colocou o grego contra a parede, efetuando a quebra e sacando para o jogo. 

Mas Tsitsipas não deixou nada fácil para Djokovic. Fez quatro pontos no saque do sérvio, para devolver a quebra e forçar a disputa do tiebreak. No desempate, o grego abriu 5-2, teve saque para chegar ao ponto decisivo, mas foi Djokovic quem teve o set point. Com uma bela devolução, Tsitsipas reverteu a situação, fez mais dois pontos e venceu o tiebreak por 8 a 6 na primeira parcial. 

No segundo set, Tsitsipas rapidamente tomou a líder da partida, quebrando o saque de Djokovic. Sem sofrer em seu saque, o tenista grego foi sólido, ganhou 87% dos pontos disputados com o primeiro saque e ainda efetuou mais uma quebra de serviço, no sétimo game. Com 27 dos 44 tentos jogados, Tsitsipas fechou a parcial em 6-2, abrindo 2 sets a 0 na decisão pelo título. 

Quando se esperava que Tsitsipas mataria o jogo para conquistar o título, ele parou de vencer os pontos com velocidade, alongou as trocas, permitindo assim o ressurgimento de Djokovic para o jogo. Num game de mais de dez minutos, o sérvio quebrou o saque do grego, ficando a frente no placar, pela primeira vez desde o set inaugural. 

Errático, Tsitsipas não teve break points e ainda cometeu 11 erros não-forçados, (contra quatro do adversário). Nem a pressão imposta no nono game foi o suficiente para fazer o sérvio sucumbir. Vitória de Djokovic por 6-3, forçando a disputa do quarto set. Antes do reinício do jogo, o grego pediu atendimento médico. 

Na quarta parcial, Djokovic já começou soberano. Quebrou dois serviços seguidos de Tsitsipas e abriu 4-0 no placar, abrindo larga vantagem na liderança. Com 14 winners, apenas sete erros e 86% de aproveitamento dos pontos jogados com o primeiro saque, o sérvio venceu mais um set, levando a decisão do título à quinta parcial. 

O quinto set começou apertado para o tenista grego, que precisou salvar break points para se manter vivo. Ainda assim, Djokovic era o dono do jogo e deixava claro que, não importava o que Tsitsipas iria fazer. O título já tinha um dono. Quebrou o serviço do adversário no terceiro game e voltou a liderar o placar. 

Sem break points desde o terceiro set, Tsitsipas não conseguiu pressionar Djokovic, que esbanjando solidez e forma física, construiu o placar do título com tranquilidade. Com uma bela finalização na cruzada, o sérvio fechou o set em 6-4, para ficar com mais um título de Grand Slam.

Foto: FFT

Nenhum comentário:

Postar um comentário