COB anuncia premiação recorde para medalhistas nos Jogos em Tóquio - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

COB anuncia premiação recorde para medalhistas nos Jogos em Tóquio

Compartilhe

Os atletas do Time Brasil terão um incentivo a mais na busca pelo pódio olímpico. O Comitê Olímpico do Brasil (COB) definiu que fará uma premiação recorde para todos os medalhistas nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020. O anúncio foi feito pelo presidente da entidade, Paulo Wanderley Teixeira, diretamente aos atletas classificados, na quarta-feira (23), durante o Encontro Olímpico, que reuniu virtualmente a delegação que representará o país na competição.

“Quero anunciar, em primeira mão, a decisão da diretoria do Comitê Olímpico do Brasil para homenagear e reconhecer o trabalho de vocês atletas, principais protagonistas do Movimento Olímpico. Com esta ação, o COB reconhece o esforço, o comprometimento e a disciplina colocados em prática para a conquista de uma medalha olímpica. Essa premiação é oriunda de recursos privados do COB e é fundamentada em um dos nossos pilares: a meritocracia. Desejo a todos um excelente trabalho e tenham em mente, em primeiro lugar, a saúde de vocês”, afirmou Paulo Wanderley, em mensagem aos atletas.

O presidente do COB detalhou os valores que cada medalhista receberá. Atletas campeões olímpicos em modalidades individuais serão premiados em R$ 250 mil. A recompensa pela medalha de prata será de R$ 150 mil e o bronze R$ 100 mil. Equipes com até seis atletas terão os seguintes valores para serem divididos: R$ 500 mil (ouro), R$ 300 mil (prata) e R$ 200 mil (bronze). Já os atletas das modalidades coletivas receberão R$ 750 mil (ouro), R$ 450 mil (prata) e R$ 300 mil (bronze), também para serem divididos.

A premiação deverá ser entregue aos atletas durante o ano de 2021, no Prêmio Brasil Olímpico ou em outro evento designado pelo COB. Atletas com medalhas em mais de uma prova acumulam premiação, recebendo por cada conquista. O incentivo é válido também para os Jogos Olímpicos de Inverno Pequim 2022.

“A premiação aos atletas só foi possível graças à política de austeridade implementada pelo COB, com contenção de gastos e saneamento financeiro da entidade, fundamentais para colocarmos em prática esta justa ação em prol dos nossos futuros heróis olímpicos”, observou o diretor geral do COB, Rogério Sampaio, campeão olímpico de judô em Barcelona 1992.

O Encontro Olímpico reuniu virtualmente a delegação brasileira com o objetivo principal engajar os classificados para os Jogos Olímpicos Tóquio 2020 e promover uma troca de informações e atualizações importantes que norteiam as operações do Time Brasil no Japão.

O diretor de esportes do COB, Jorge Bichara, disse que: “Estamos a 30 dias da abertura dos Jogos Olímpicos de Tóquio e neste momento o Time Brasil conta com 272 vagas confirmadas. Mas, ainda existe espaço para a delegação aumentar e esse número deve superar o recorde de participação dos atletas brasileiros em uma edição de Jogos fora do país. Estamos na fase final do nosso planejamento operacional, nos últimos ajustes em relação aos protocolos de segurança para o envio dos atletas ao Japão."

"A perspectiva é que o Brasil tenha uma boa representação nessa edição de Jogos Olímpicos, mesmo com todas dificuldades enfrentadas. Ao longo dos últimos anos o desempenho dos atletas brasileiros em competições internacionais foi de relevância. E, nessa fase final, a gente trabalha para oferecer condições para trabalharmos os detalhes, que fazem a diferença nesse momento. É importante que os atletas cheguem seguros de que fizeram o melhor. A confiança é grande nessa boa representação”, completou Bichara.

Foto: Estadão/Conteudo

Nenhum comentário:

Postar um comentário