Baby, Bia Souza e Maria Suelen vão disputar o bronze no Mundial de judô - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Baby, Bia Souza e Maria Suelen vão disputar o bronze no Mundial de judô

Compartilhe


Após seis dias em branco, o Brasil tem ótimas chances de conquistar medalhas no Mundial de judô, em Budapeste (HUN), com os pesos pesados. Beatriz Souza, Maria Suelen Altheman e Rafael Silva passaram pelas preliminares e se garantiram nas disputas do bronze de suas categorias, que acontecem ainda neste sábado (12), às 12h, com transmissão do Canal Olímpico do Brasil


Bia e Rafa Silva, o Baby, passaram por três adversários de forma seguida e só pararam nas semifinais. Ele terá o neerlandês Roy Meyer na disputa pela medalha, enquanto ela enfrentará a francesa Julia Tolofua. Maria Suelen, por sua vez, venceu seus dois primeiros combates, caiu nas quartas de final, e superou a repescagem para chegar à disputa da medalha, em que lutará contra a cubana Idalys Ortiz


Cabeça de chave número 3 da categoria acima de 78kg, Bia iniciou sua trajetória tendo a pedreira francesa Lea Fontaine pela frente, mas se impôs e venceu por waza-ari. Em seguida, teve mais tranquilidade para passar pela croata Ivana Maranic, imobilizando após waza-ari. Nas quartas, usou do mesmo artifício para bater a tunisiana Nihel Cheikh Rouhou


Bia foi derrotada na semi pela japonesa Tomita Wakaba, por ippon no golden score. A japonesa, inclusive, já havia derrotado Maria Suelen Altheman nas quartas de final. Cabeça de chave número 2, Sussu passou pela ucraniana Yelyzaveta e pela húngara Mercedesz Szigetvari antes de encontrar Wakaba. Com a derrota, se encaminhou para a repescagem, onde passou pela tunisiana Cheikh Rouhou após desistência por lesão da adversária.


Baby, por sua vez, segundo atleta mais bem ranqueado da categoria acima de 100kg, venceu o cubano Andy Granda, forçando três punições ao adversário, e aplicou ippons sobre o sul-coreano Kim Sungmin e sobre o ucraniano Yakiv Khammo em sequência até ser derrotado na semifinal pelo japonês Kageura Kokoro, por hansokumake. O algoz é o mesmo que tirou a invencibilidade de dez anos do francês Teddy Rinner no ano passado; Riner, aliás, não participou deste Mundial.


Kageura enfrentará na final o russo Tamerlan Bashaev, quarto colocado do ranking mundial. Entre as mulheres, Tomita Wakaba fará uma final japonesa Asashina Sarah, responsável por eliminar a líder do ranking mundial Idalys Ortiz na semifinal. Curiosamente, nenhum dos três japoneses garantidos na final estarão nos Jogos Olímpicos de Tóquio, sendo considerados "reservas".


David Moura também competiu entre os pesados masculinos. Buscando fazer uma boa competição para ser escolhido para a vaga olímpica, ele venceu uma luta, sobre o turco Cemal Ergodan, mas acabou eliminado nas oitavas de final, pelo finlandês Martti Puumalainen, por ippon. Assim, praticamente deu adeus à vaga, já que Baby está na briga por medalha. Entre as mulheres, Bia e Suelen também estão em uma disputa acirrada e caberá a Confederação Brasileira de Judô (CBJ) fazer a escolha da representante.


Foto de capa: Montagem/IJF

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário