Três prefeituras japonesas cancelam presença do público no revezamento da tocha olímpica - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Três prefeituras japonesas cancelam presença do público no revezamento da tocha olímpica

Compartilhe


Como medida preventiva ao aumento de infecções por coronavírus no Japão, o revezamento da tocha olímpica de Tóquio-2020 não contará com a presença de público nas prefeituras de Okayama, Hyogo e Hiroshima, localizadas no oeste do país. O anúncio foi feito pelos próprios organizadores locais na segunda-feira (10).


Segundo a agência japonesa Kyodo News, o governo de Okayama quer realizar um evento alternativo em relação ao originalmente previsto, entre 19 e 20 de maio. A ideia é reunir os condutores em um único local e realizar as cerimônias de passagem da tocha olímpica sem correr. Este é o mesmo procedimento que está sendo utilizado em Fukuoka, por onde a tocha passa nesta semana.


Para Hiroshima, que receberá o revezamento entre 17 e 18 de maio, a proposta é a mesma. Em Hyogo, por sua vez, que organizará o evento entre 23 e 24 de maio, o governo também quer tirar as cerimônias das estradas públicas, mas planeja levar os 180 condutores - 90 em cada dia - a um local específico, onde cada um vai percorrer 200 metros


As medidas restritivas se devem pela crescente de infecções de coronavírus e suas variantes no Japão. O país tem vivido uma quarta onda de casos. Tóquio, que será sede dos Jogos dentro de dois meses, registrou quase mil casos somente nesta terça-feira. A capital, assim como outras três prefeituras metropolitanas, está inserida em um estado de emergência que vai até 31 de maio.


Por conta desse estado de emergência, o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, adiou uma visita ao Japão. Ele viajaria ao país em 17 de maio, marcando presença na perna de Hiroshima do revezamento da tocha e se reunindo com o primeiro-ministro Suga Yoshihide um dia depois. A viagem deve acontecer no início de junho, segundo a Kyodo News.


Foto de capa: Divulgação/Tokyo2020

Nenhum comentário:

Postar um comentário