Shuara Kitata e Tigista Girma vencem a seletiva realizada para definir os maratonistas da Etiópia em Tóquio - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Shuara Kitata e Tigista Girma vencem a seletiva realizada para definir os maratonistas da Etiópia em Tóquio

Compartilhe

Shura Kitata no masculino e Tigista Girma no feminino venceram no sábado (1º) a seletiva para formar a equipe de maratona da Etiópia que irá a Tóquio. A prova foi realizada na distância de 35 km e teve uma disputa acirrada no naipe masculino com Shura Kitata vencendo. No feminino, Tigista Girma levou com 22 segundos vantagem em relação a segunda colocada. 

De momento, os três primeiros homens e as três primeiras mulheres representarão o país em Tóquio.

Prova feminina

Na disputa feminina, a campeã da Maratona de Ottawa em 2019, Girma fez a sua melhor marca na distância dos 35 km com 1:59:23. A vitória conquistada em Sebeta provavelmente é sua conquista mais importante da carreira, pois lhe dará direito a correr sua primeira Olímpiada.

A segunda colocada, Birhane Dibaba, cruzou a linha de chegada com o tempo 1:59:45, e tem no currículo a sexta marca mais rápida da história da Etiópia na maratona.

Completa o top-3, a atleta Rosa Dereje, que completou os 35 km com 2:00:16 e que tem em seu histórico, a terceira marca mais rápida da história da Etiópia.

Prova Masculina

Vencedor da maratona de Londres em outubro, Kitata venceu a seletiva com o tempo de 1:46:15, seguido de Lelisa Desisa a apenas um segundo de diferença, garantindo sua primeira aparição em Jogos Olímpicos.

Sisay Lemma fechou a prova em terceiro com 1:46:19, próximo aos dois primeiros colocados. A vaga de Lemma ainda é uma dúvida, pois como relatado, o corredor Kenenisa Bekele contestou a decisão de qualificação da Federação Etíope de Atletismo.

Bekele decidiu não correr, dizendo que a corrida está muito próxima da data da maratona olímpica no dia 8 de agosto e que ele não teria tempo para se recuperar totalmente. Ele também está insatisfeito com a Federação, pois originalmente a equipe seria selecionada com base em quem corresse os tempos mais rápidos no período de qualificação. Depois com a pandemia, foi mudado o processo de qualificação e foi adicionada a seletiva.

Kenenisa é o segundo atleta mais rápido da história, com o tempo de 2:01:41, marca feita em setembro de 2019, e presumiu que o resultado lhe garantiria na equipe. No entanto, atualmente ele ficaria de fora da lista inicial para Tóquio. Mas o apelo de Bekele com a Federação for bem-sucedida, e ele estará dentro e Lemma fora, visto que ele foi o terceiro na corrido qualificatória.

Foto: Divulgação/ Ethiopian Atletics Federation

Nenhum comentário:

Postar um comentário