Parada das Nações Tóquio 2020 - Omã - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Parada das Nações Tóquio 2020 - Omã

Compartilhe

  




INTRODUÇÃO

Uma descoberta arqueológica de 2011 comprovou que os primeiros movimentos populacionais em Omã vieram da África a 106 mil anos atrás na época do Taratiano. Através dos séculos, o território recebeu diversas tribos árabes, as principais sendo os Azd e os Nizari.


No século VII os omanitas entraram em contato e se converteram ao islamismo, e por volta de 750/755 depois de cristo surgiu o Imamato de Omã. Em 1154, os Nabhani subiram ao poder após a expulsão dos Seljuk.


Em 1507, os portugueses chegaram em Omã e ocuparam Mascate até 1650, mas por um breve período pelos Otomanos em 1552, mas rapidamente expulsos. Entre 1581 e 1588 os turco-otomanos ocuparam Mascate e no século XVII subiu ao poder o Império Iaruba. O Omã ainda passou pelas mãos do império Persa e Britânico e em 1970 surgiu o Sultanato de Omã


TRAJETÓRIA OLÍMPICA


Omã fez a sua estreia em Jogos Olímpicos em 1984, com 16 atletas. A primeira e única grande performance de um atleta omanita foi a de Mohamed Amer Al-Malki, que chegou a final dos 800m em Seul 1988, terminando na 8ª colocação. O país só enviou atletas do atletismo, vela, natação e tiro esportivo para os Jogos.

ESPORTES DO PAÍS


+ ATLETISMO


O atletismo é o esporte o qual Omã enviou atletas para todas os Jogos Olímpicos e é o esporte que deu o melhor resultado para o país em Jogos, com a final nos 800m masculino. 


O esporte também deu todas as medalhas em Jogos Asiáticos, que inclui um ouro nos 400m em 1990, também com Al-Malki.




ATLETA DE DESTAQUE


+ Barakat Al-Harthi (Atletismo)


O velocista de 32 anos é o melhor atleta de Omã na atualidade. Nos Jogos Asiáticos de 2018 chegou até as semifinais, em que ficou fora da final mesmo fazendo o mesmo tempo do últmo classificado por tempo. 

No Rio de Janeiro, o omanita terminou em terceiro na sua bateria de quartas de final, ficando de fora das semifinais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário