Medina, Ítalo e Mineirinho e mais dois brasileiros avançam às oitavas em Rottnest Island - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Medina, Ítalo e Mineirinho e mais dois brasileiros avançam às oitavas em Rottnest Island

Compartilhe


Com baterias simultâneas, o Circuito Mundial de Surfe (WSL) conseguiu realizar nesta madrugada de quarta para quinta-feira (20) a fase de 32 masculina da etapa de Rottnest Island, na Austrália. Cinco brasileiros avançaram às oitavas: Gabriel Medina, Ítalo Ferreira, Adriano de Souza, Yago Dora e Miguel Pupo. Outros quatro surfistas nacionais foram eliminados, incluindo Filipe Toledo.


Bicampeão mundial e líder do ranking, Gabriel Medina venceu o australiano Kael Walsh por 10,80 a 8,20 em bateria com ondas baixas. A frente durante toda a série, o paulista surfou 12 ondas, mas só nas quatro finais as melhores notas vieram. A busca por muitas ondas também se justificou pela condição do mar pior em relação a baterias anteriores.


Já no começo da segunda metade, o brasileiro fez uma onda veloz e com um aéreo reverso, mais uma pancada, recebeu dos juízes a nota 5,23. Sua maior nota foi um 5,57 com uma rasgada forte, seguida de um 360º e mais uma rasgada em onda pequena, assim garantindo sua classificação.



Ítalo Ferreira despachou o australiano Jacob Wilcox por 13,20 a 9,10. Logo na sua primeira onda, o potiguar mostrou que ia apostar nos aéreos e com um pequeno voo recebeu a nota 6,00, enquanto o australiano fez 5,50 em sua primeira manobra.


Empilhando notas na casa dos cinco pontos, o atual campeão do mundo passou a bateria inteira na frente, mas suas melhores notas vieram nos 15 minutos finais. Com rasgada batendo a rabeta da prancha e um 360º na água, Ítalo fez sua melhor onda para 6,67. 



Em onda muito veloz, o potiguar pegou velocidade e fez mais um aéreo, este mais alto para 6,53 e deu toques finais a série. Ele enfrentará na próxima fase, Adriano de Souza, o Mineirinho, que venceu Ethan Ewing (AUS) por 11,26 ( 5,93 + 5,33) a 8,70 (4,47 + 4,23). 


Yago Dora passou pelo anfitrião Jack Freestone com aéreos e fortes manobras de borda, com 7,27 e 6,67 de melhores notas, assim somando 13,94 contra 9,84 do adversário e vai enfrentar o também australiano Connor O' Leary na fase de 16.


Campeão em Margaret RiverFilipe Toledo foi mais um campeão a não chegar nas finais da etapa seguinte. Ele enfrentou o australiano Liam O'Brien e começou em desvantagem após o australiano achar duas boas ondas para 4, 67 e 6,33. Em resposta, o brasileiro conseguiu duas ondas na casa dos cinco pontos (5.10 e 5.67). 


Precisando de 7,99 para virar, Filipinho fez dois floaters velozes em parte crítica da onda, sua melhor até então e recebeu 6,37, diminuindo para 7,30 a pontuação pra virar. Em uma onda pequena, o brasileiro fez um aéreo e trocou o 5,67 por 6,13. 


Sem achar uma onda nos minutos finais, Filipinho acabou eliminado perdendo 13,66 (7,33 + 6,33) a 12,50 (6,37 + 6,13). Com isso, os dois campeões de Margaret River foram eliminados em Rottnest Island - Tatiana Weston-Webb não passou da repescagem.


Com atuação de gala, Miguel Pupo venceu Caio Ibelli por  14,66 a 6,34. Ainda na primeira parte da bateria, Miguel fez uma onda com boas rasgadas para 5,17, nota maior que qualquer onda de Caio na bateria.


Em manobra muito veloz, com pancadas levantando bastante água, incluindo uma no topo da onda, Pupo fez 8,33. O paulista de Itanhaém continuou sua boa performance e com uma rasgada veloz seguida de um giro, ele fez sua segunda melhor nota, 6,33.


Faltando três minutos para o fim, Pupo fez uma boa onda com um floater mais duas rasgadas e repetiu o 6,33, eliminando Caio. O próximo confronto será contra o francês Michel Bourez.



Em bateria disputada contra o australiano Morgan Ciblic, Devid Silva acabou eliminado na última onda. O brasileiro começou com uma onda a direita com duas rasgadas pequenas para 4,27 e logo depois fez mais uma com duas rasgadas agora fortes, finalizando na espuma com 6,50 de nota.


Com apenas dez minutos de bateria, Deivid fez uma pancada em backside e trocou seu 4,27 por 4,83. O brasileiro teve uma boa vantagem durante mais de 30 minutos, porém Morgan achou uma onda feita com pancadas fortes, recebendo 7,50 e virando a bateria.


Por apenas 0,03, DVD, como Deivid é chamado, virou de volta a bateria com duas rasgadas, com apenas uma dela feita com força. A resposta do novato australiano veio na forma de duas pancadas para 5,07, nota suficiente para a virada. Agora, Morgan enfrenta o italiano Leonardo Fioravanti, que venceu o australiano Ryan Callinan de virada por 14, 13 a 13,67.


Outro brasileiro eliminado foi Alex Ribeiro, que perdeu de 11,10 (7,17 + 3,93) x 10,70 (5,43 + 5,27) para o norte-americano Conner Coffin.


A próxima chamada está programada para 20:15 desta quinta no horário de Brasília com transmissão da WSL em site, app e Youtube. O evento também tem a transmissão da ESPN 2 e Watch ESPN.


Foto em destaque: Matt Dunbar/WSL

Nenhum comentário:

Postar um comentário