Martine e Kahena têm dia ruim em Cascais, mas se mantêm em sexto lugar - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Martine e Kahena têm dia ruim em Cascais, mas se mantêm em sexto lugar

Compartilhe


As velejadoras brasileiras Martine Grael e Kahena Kunze não tiveram um desempenho bom nesta quinta-feira (06), no terceiro dia de disputas do Cascais 49er & 49erFX Championship, em Portugal. Elas ficaram em nono, 11º e 13º nas três regatas realizadas no dia, mas permaneceram na sexta colocação geral, com um acumulado de 65 pontos perdidos após nove corridas.


Atuais campeãs olímpicas na classe 49erFX, Martine e Kahena já vinham de um dia ruim na quarta-feira, em que tiveram um 11º e um 13º. Nesta quinta, elas voltaram a repetir estes dois resultados, que se configuram como os piores das atletas na competição. Na primeira regata, ficaram em 11º. Em seguida, despencaram e foram 13º. Na última, conseguiram uma melhora e finalizaram na nona posição.


A liderança do evento é das espanholas Tamara Echegoyen e Paula Barceló, com 38 pontos perdidos. Elas foram muito bem nesta quarta, conseguindo dois vices e um terceiro lugar. As alemãs Tina Lutz/Susann Beucke estão em segundo, com 46 pontos. As dinamarquesas Ida Marie Nielsen/Marie Olsen têm 49, em terceiro.


Coincidentemente, as duas duplas francesas que lideravam a competição não finalizaram as duas últimas regatas e despencaram na classificação. Kevin Fischer/Albane Doubois chegaram a vencer a primeira regata do dia e aparecem em nono lugar, com 77 pontos. Já Sebesi Lili/Jauvi Yann são décimas, com 78.


Este é o primeiro de dois campeonatos preparatórios para os Jogos Olímpicos de Tóquio que serão realizados em Cascais, ambos com a presença das principais atletas do mundo, que serão adversárias de Martine e Kahena na luta pelo bi olímpico. O segundo acontecerá entre 07 e 12 de junho e contará, inclusive, somente com barcos já classificados a Tóquio-2020.


Entre os homens, na classe 49er, que conta com 11 inscritos, Gabriel Borges e Marco Grael caíram para a terceira colocação após um vice e dois quintos lugares. Eles somam 24 pontos perdidos após nove regatas, a seis dos primeiros colocados, os norte-americanos Ian Barrows/Hans Henken e Nevin Snow/Dane Wilson. Os brasileiros estarão em Tóquio-2020, enquanto as duplas estadunidenses, não.


Foto de capa: Reprodução/Instagram_@martharochalobo

Nenhum comentário:

Postar um comentário