Fernando Rufino conquista o ouro na Copa do Mundo de canoagem; Isaquias avança à final do C1 1000m - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Fernando Rufino conquista o ouro na Copa do Mundo de canoagem; Isaquias avança à final do C1 1000m

Compartilhe

 



O Brasil conquistou nesta sexta-feira (14) suas primeiras medalhas na Copa do Mundo de canoagem velocidade e paracanoagem do ano. Disputando a primeira etapa, em Szeged, na Hungria, Fernando Rufino foi ouro no VL2 masculino, enquanto Debora Raiza Benevides foi prata no VL2 feminino. Além dos pódios, destaque para Isaquias Queiroz, que avançou à final do C1 1000m.


Assim como fez nas eliminatórias, disputadas um dia antes, Rufino sobrou na decisão para conquistar o primeiro título brasileiro na competição. Ele venceu a prova do VL2 com 54.28s, quase dois segundos de vantagem sobre o segundo colocado, o português Norberto Mourão. O espanhol Higino Rivero completou o pódio. 


O brasileiro ainda pode conquistar uma outra medalha em águas húngaras. Ele volta a competir neste sábado, às 11h20 (horário de Brasília), na final do KL2 masculino, prova na qual ele também foi o vencedor de sua bateria eliminatória. Vale destacar que o Brasil já tem vaga garantida nos Jogos Paralímpicos de Tóquio em ambas as provas disputadas por Rufino. 


Debora Raiza Benevides, fazendo sua estreia na competição, conquistou a medalha de prata no VL2 feminino, ao percorrer os 200m de corrida com 1m07s90, dois segundos e meio mais lenta do que a russa Mariia Nikiforova, que foi a vencedora. A alemã Kathaina Bauernschimidt ficou com o bronze. O Brasil também já tem vaga paralímpica garantida nesta prova. 


Giovane Vieira de Paula foi o único paratleta brasileiro a competir no dia que não foi ao pódio. Ele ficou na quinta colocação do VL3 masculino, numa chegada muito apertada. Marcando 53s04, ficou apenas meio segundo atrás do campeão, o espanhol Adrian Mosquera. Jack Eyers, da Grã-Bretanha, e Eddie Potdevin, da França, completaram o pódio. 


Isaquias, Erlon, Jacky e Filipe garantem uma final e três semis


Já na canoagem velocidade, os brasileiros fizeram suas estreias nesta sexta e não decepcionaram. Isaquias Queiroz confirmou seu favoritismo e avançou à final da prova individual da canoa, o C1 1000m, enquanto Erlon de Souza vai à final B; Jacky Godmann e Filipe Santana se garantiram na semi do C2 500m; e Isaquias e Jacky foram à semi do C2 1000m


Isaquias venceu suas duas baterias individuais com relativa tranquilidade. Na primeira eliminatória, marcou o tempo de 4m02s35, quatro segundos a frente do segundo colocado, o moldávio Serghei Tarnovschi. Na semifinal, anotou 3m59s66, batendo o rival Martin Fuksa, que competiu na raia ao lado. O tcheco será um dos principais concorrentes do brasileiro na disputa pelo ouro olímpico.


Já Erlon, mesmo se poupando, foi o primeiro colocado na primeira fase, com o tempo de 4m08s37. Na bateria semifinal, porém, não repetiu o mesmo desempenho e acabou na quinta colocação, com 4m08s70, em prova dominada pelo cubano José Ramon Pelier, que foi finalista na prova no último Mundial. O brasileiro estará na final B, que acontece neste sábado, às 06h05. A final A será às 07h10.


Jacky competiu duas vezes nas provas de dupla. Primeiro, ao lado de Filipe Santana, ficou em terceiro lugar na bateria do C2 500m, com 1m41s66, avançando à semifinal, que acontecerá no sábado, às 04h51. Em seguida, se juntou a Isaquias Queiroz e também avançou à semifinal do C2 1000m ao ficar em terceiro na eliminatória com 3m41s23. A briga pela decisão acontecerá sábado, às 10h44.

*Todos os horários estão no fuso de Brasília


Surte +: Entenda por que Erlon de Souza não está competindo no C2 1000m ao lado de Isaquias


Foto de capa: Reprodução/Planet Canoe

Nenhum comentário:

Postar um comentário