Fernanda Oliveira e Ana Barbachan chegam em segundo na regata da medalha e terminam o Europeu de 470 em quinto - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Fernanda Oliveira e Ana Barbachan chegam em segundo na regata da medalha e terminam o Europeu de 470 em quinto

Compartilhe

 


As velejadoras brasileiras Fernanda Oliveira e Ana Luiza Barbachan encerraram nesta sexta-feira (07) suas participações no Europeu de 470, em Vilamoura, Portugal. Elas chegaram em segundo na regata da medalha, mas terminaram a competição na quinta colocação, com 88 pontos perdidos. O título ficou com as francesas Camille Lecointre e Aloise Retornaz


Ana e Luiza tiveram uma competição de alternância entre dias bons e ruins. Elas chegaram a vencer as duas regatas disputadas na segunda-feira, ao passo que que ficaram na última colocação em uma prova no dia seguinte. Somente na reta final elas se acertaram e mantiveram uma regularidade. Após 11 corridas, chegaram à regata da medalha em sexto lugar, com 76 pontos.


Mesmo já sem chances de pódio, as brasileiras tiveram um grande desempenho na corrida decisiva e ficaram na segunda colocação, atrás somente das campeãs Lecointre e Retornaz. As francesas terminaram o campeonato com apenas 40 pontos perdidos, tendo vencido quatro das 12 provas. Elas sagraram-se bicampeãs continentais e são uma das favoritas ao ouro olímpico.


Já as atuais campeãs mundiais, as espanholas Silvia Más Depares e Patricia Cantero, que travaram uma acirrada disputa com as francesas durante toda a competição, acabaram fora do pódio. Elas cometeram uma infração no momento da largada na medal race, foram desclassificadas e somaram 22 pontos, caindo do segundo para o quarto lugar. As britânicas Hannah Mills/Elidh McIntyre e as suíças Linda Fahrni/Maja Siegenthaler foram prata e bronze.


Vale destacar que a competição em Vilamoura foi de altíssimo nível. Das 18 duplas inscritas na disputa feminina - que envolvem 13 europeias, quatro pan-americanas e uma oceânica -, 17 estarão nos Jogos Olímpicos de Tóquio, incluindo as brasileiras. Os únicos países com vaga olímpica garantida na prova e que não enviaram barcos ao Europeu foram China, Japão, Malásia e Moçambique.

 

Entre os homens, os brasileiros, também olímpicos, Henrique Haddad e Bruno Bethlem já haviam se despedido da competição um dia antes, na 13ª colocação, não disputando a regata da medalha. O título ficou com os neozelandeses Paul Snow-Hansen/Daniel Willcox, que ultrapassaram os franceses Kevin Peponnet/Jeremie Mion por dois pontos na regata da medalha. Jordi Xammar e Nicolas Rodriguez, da Espanha, fecharam o pódio.


Foto de capa: João Costa Ferreir/Osga Photo


Nenhum comentário:

Postar um comentário