Em jogaço, Brasil sofre virada no final e é eliminado do Pré-Olímpico de basquete 3x3 - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Em jogaço, Brasil sofre virada no final e é eliminado do Pré-Olímpico de basquete 3x3

Compartilhe

Jonatas Mello e Antoine Eito no duelo Brasil x França do Pré-Olímpico de basquete 3x3


Não deu para o Brasil no Pré-Olímpico de basquete 3x3. A equipe teve uma grande atuação contra a França, dominou boa parte do jogo, mas sofreu a virada no final e acabou derrotada em 21 a 19, em duelo realizado neste domingo (30), em Graz, na Áustria. Eliminado nas quartas de final, o time brasileiro dá adeus ao sonho de ir aos Jogos Olímpicos de Tóquio.  


Chegando como "azarão", o Brasil deu show e surpreendeu no Pré-Olímpico, fazendo uma campanha praticamente impecável. Na primeira fase, foram três vitórias - incluindo uma sobre a cabeça de chave número 1 do torneio, a Mongólia - e apenas uma derrota, diante da Polônia, por um ponto.  Encarando a França, invicta na competição e grande favorita para avançar, perdeu de forma sofrida.


O Brasil esteve a frente do placar durante boa parte do intenso duelo. A equipe europeia tomou a dianteira do jogo só na reta final do duelo, em 16 a 15, indo muito bem nas bolas de fora do perímetro. Ainda assim, o time verde-amarelo seguiu colado no placar, voltou a frente em 19 a 18 e chegou a ter a bola para fechar o duelo, mas desperdiçou e viu os franceses virarem mais uma vez e vencerem.


André Ferros disputa jogada com o francês Dominique Gentil no Pré-Olímpico de basquete 3x3
André Ferros foi o nome brasileiro na eliminação diante da França


Num duelo encerrado a dois minutos do fim, o Brasil teve um aproveitamento de 62% nos arremessos de 1 ponto e 25% de 2 pontos. André Ferros foi o grande destaque da equipe, com sete pontos e quatro rebotes. Pelo lado francês, um bom aproveitamento de 43% nos arremessos de 2 pontos (6/14) e 64% nos de 1 ponto (9/14). Antoine Eito fez dez pontos, com quatro cestas de fora, e foi o nome da partida. 


Com a eliminação, o Brasil não tem mais chances de se classificar para a Olimpíada de Tóquio. O basquete 3x3 fará sua estreia no programa olímpico este ano. A França, por sua vez, enfrentará na semifinal os Países Baixos, responsável pela eliminação dos Estados Unidos nas quartas. A outra semi será formada por Letônia e Polônia. Os finalistas estarão classificados, assim como o terceiro lugar.


O jogo

A partida foi intensa desde os primeiros instantes. Jefferson Socas e Fabrício Veríssimo fizeram os dois primeiros pontos da partida, com duas jogadas rápidas individuais, mas a França logo empatou com uma bola de fora de Eito. O Brasil seguiu com os ataques velozes e conseguiu abrir 6 a 2, contando também com uma bola de dois de André.


Na metade do tempo, a partida ficou ainda mais corrida. A França atacava, e o Brasil respondia rapidamente, mantendo uma vantagem confortável no placar. A equipe europeia chegou a cortar a desvantagem para dois pontos em duas oportunidades, mas os brasileiros voltaram a abrir em 11 a 7 e 13 a 9.


Jefferson Socas e Fabrício Veríssimo foram bons nomes do Brasil no Pré-Olímpico de basquete 3x3
Jefferson e Fabrício tentam interceptar arremesso de Raphael Wilson

Após dois erros seguidos do Brasil, a França conseguiu o empate em 14 a 14, com duas bolas de fora do perímetro. Fabricio, no entanto, colocou a equipe verde-amarela de volta no jogo com uma jogada rápida. Tamanha era a velocidade e o alto aproveitamento das duas equipes que tudo isto aconteceu com menos de cinco minutos de duelo.


A França só conseguiu passar a frente em 16 a 15, com uma nova bola de dois de Eito. O Brasil rapidamente empatou com Socas, mas a equipe europeia retomou a dianteira em 17 a 16. A partir daí, o jogo tornou-se nervoso pela proximidade do fim. André empatou o duelo, mas cometeu uma falta na sequência que gerou um novo ponto francês. 


A 18 a 17 a seu favor, a França estourou o limite de sete faltas coletivas e o Brasil conseguiu empatar e virar o duelo, para 19 a 18, deixando a equipe a uma bola de dois pontos da vitória. Tendo consciência disso, André arriscou de fora para tentar encerrar o duelo, mas falhou. Eito, por sua vez, foi mais uma vez feliz e conseguiu acertar, passando a frente em 20 a 19, tendo o match point. 

Antoine Eito disputa bola com Jefferson Socas nas quartas de final do Pré-Olímpico de basquete 3x3
Antoine Eito foi o carrasco do Brasil no Pré-Olímpico de basquete 3x3


Socas ainda conseguiu uma cesta rápida de um ponto na sequência, empatando o duelo em 20 a 20, mas a arbitragem anulou após revisão de vídeo. Assim, a França teve a posse e, sem se desesperar, trabalhou a bola para anotar o ponto decisivo e garantir passaporte para a próxima fase, mantendo vivo o sonho de Tóquio.


Fotos: Divulgação/FIBA

Nenhum comentário:

Postar um comentário