Brasil fecha etapa da Geórgia da Copa do Mundo de halterofilismo paralímpico com 7 medalhas - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Brasil fecha etapa da Geórgia da Copa do Mundo de halterofilismo paralímpico com 7 medalhas

Compartilhe



O Brasil fechou sua participação na etapa de Tbilisi (GEO) da Copa do mundo de halterofilismo paralímpico com 7 medalhas.  Neste domingo (23) foram mais duas medalhas: Tayana Medeiros, João Maria de França e Mateus Assis conquistaram a prata por equipes mistas e Ailton Souza o bronze na categoria até 80kg. No Sábado (22), Evânio Rodrigues foi vice-campeão da categoria até 88kg.

Evânio, 36 anos, levantou os 200kg na primeira tentativa. Nas duas chances seguintes tentou erguer 208kg, mas não conseguiu. Com essa marca, o brasileiro mantém a quinta colocação no ranking classificatório para os Jogos Paralímpicos de Tóquio. O ouro foi para Farhod Umirzakov, do Uzbequistão, que levantou 205kg logo na primeira oportunidade. Rahkmetzhan Khamayev, do Cazaquistão, completou o pódio com 198kg na barra.

Já no domingo, a primeira conquista brasileira pelo paraibano Ailton Souza que faturou o bronze da categoria até 80kg ao erguer 182kg apenas na última tentativa. O campeão foi Ahmad Razm Azar, da Geórgia, que levantou 194kg e a prata ficou com grego Gkremislav Moysiadis (193kg).

A segunda conquista brasileira foi com Tayana, João Maria e Mateus somaram 435.68 pontos para ficar com a prata. O ouro foi para a equipe do Uzbequistão com 446,31 pontos e o bronze para a Hungria (382.25). Os resultados foram pontuados sempre por meio da fórmula chamada AH, utilizada pelo IPC para igualar performances de atletas com pesos diferentes



Além das medalhas conquistadas no sábado e domingo, também tivemos no pódio, Mariana D’Andrea (até 73kg) ouro e Bruno Carra (até 54kg) prata, na sexta-feira, 21. E no primeiro dia de disputas, a mineira Lara Aparecida (até 41kg) faturou a medalha de ouro na categoria júnior, e o bronze no adulto.


De acordo com os critérios de classificação do IPC para os Jogos Paralímpicos de Tóquio, já reformulados após o adiamento, os oito primeiros colocados por categoria de peso estão classificados. O ranqueamento será finalizado no dia 27 de junho e os atletas brasileiros serão convocados posteriormente para a delegação brasileira pelo CPB.

Foto: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário