Quirguistão lidera vagas da luta greco-romana no Pré-Olímpico Asiático de wrestling - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Quirguistão lidera vagas da luta greco-romana no Pré-Olímpico Asiático de wrestling

Compartilhe


O Pré-Olímpico Asiático teve início nesta sexta-feira (09) em Almaty, maior cidade do Cazaquistão, com as disputas da luta greco-romana. Sete países levaram as 12 primeiras vagas, com destaque para a Coreia do Sul que levou suas duas primeiras vagas nos Jogos Olímpicos de Tóquio no wrestling e o Quirguistão que classificou três atletas, o maior número do dia.


Dentre os lutadores com até 60kg, o quirguiz Zholaman Sharshenbekov, vice-campeão mundial em 2018, levou primeiro a vaga ao vencer o indiano Gyanender Dahiya por 6 a 1, e em seguida, o chinês Walihan Sailike, por 4 a 3, que já havia se garantido em Tóquio ao derrotar Firuz Mirzorajabov, do Tajiquistão. Os bronzes ficaram com Mirzorajabov e Chung Han-jae, da Coreia do Sul.


Quatro lutadores da Ásia já haviam garantido vaga olímpica através do Campeonato Mundial de 2019 nesta categoria: o japonês Fumita Kenichiro, atual bicampeão mundial, o cazaque Meirambek Ainagulov, o iraniano Alireza Nejati e o uzbeque Elmurat Tasmuradov.


Na categoria 67kg deu Irã, com Mohammad Reza Geraei, campeão mundial sub-23 em 2019. Ele levou sua vaga ao derrotar Ashu, da Índia, que terminou com o bronze. Ryu Han-su, da Coreia do Sul, ficou com a segunda vaga e o vice-campeonato, enquanto Aram Vardanyan, do Uzbequistão levou o bronze.


O Quirguistão levou seu segundo título na categoria 77kg, com Akzhol Makhmudov, que derrotou Yabiku Shohei na decisão. O japonês também garantiu uma das vagas. Eles se juntam ao iraniano Mohammad Ali Geraei, ao uzbeque Jalgasbay Berdimuratov e ao cazaque Askhat Dilmukhamedov, que já asseguraram vagas no Mundial de 2019.


Uma das surpresas na categoria foi a queda do sul-coreano Kim Hyeon-woo para o indiano Gurpreet Singh nas quartas de final. Kim foi ouro em Londres 2012 e bronze na Rio 2016. Singh ficou com uma das medalhas de bronze, pelo abandono do palestino Rabbia Khalil, que sonhava em levar a primeira vaga para o país nos Jogos Olímpicos de Tóquio, mas perdeu para Makhmudov nas quartas.



O Turcomenistão foi outro país que buscou garantir nos tapetes de Almaty sua primeira vaga, mas terá outras seis chances em conseguir isso no domingo.


O país-sede conseguiu sua primeira e até então única vaga através da competição com Nursultan Tursynov nos 87kg. O xará do antigo presidente Nursultan Nazarbayev, que hoje dá o nome à capital do Cazaquistão (Nur-Sultan), garantiu sua vaga ao derrotar o indiano Sunil Kumar. Na outra disputa, o chinês Peng Fei foi superior ao iraniano Hossein Nouri, e garantiu mais uma vaga à potência asiática.


A Ásia já possuía duas vagas através do Mundial de 2019: Rustam Assakalov, do Uzbequistão e Atabek Azisbekov, do Quirguistão.


Na disputa dos 97kg, Mohammad Hadi Saravi, do Irã, e Uzur Dzhuzupbekov, do Quirguistão, obtiveram as primeiras vagas olímpicas para o continente asiático com vitórias sobre o chinês Chen Yanan e o sul-coreano Kim Seung-jun, respectivamente.


O uzbeque Muminjon Abdullaev e o sul-coreano Kim Min-seok levaram as duas últimas vagas do dia, na categoria 130kg. A categoria já contará com a participação do iraniano Amir Ghasemi, definida no Mundial em 2019.


O Pré-Olímpico Asiático continua neste sábado, com as disputas da luta livre feminina, e no domingo, com as provas da luta livre masculina. Em cada dia, serão distribuídas doze vagas através das seis categorias em disputa (duas por categoria).


Veja o resumo de quantas vagas cada país da Ásia conquistou e quantas ela tem até o momento, considerando as vagas obtidas no Mundial. Os asiáticos que não conseguirem as vagas podem disputar o pré-olímpico mundial em Sofia, Bulgária, no próximo mês.


Quirguistão: 3 vagas no pré-olímpico + 2 vagas no Mundial = 5 vagas até o momento

Irã : 2 vagas no pré-olímpico + 6 vagas no Mundial = 8 vagas até o momento

China: 2 vagas no pré-olímpico + 5 vagas no Mundial = 7 vagas até o momento

Coreia do Sul: 2 vagas no pré-olímpico + 0 vagas no Mundial = 2 vagas até o momento

Cazaquistão: 1 vagas no pré-olímpico + 8 vagas no Mundial = 9 vagas até o momento

Japão: 1 vaga no pré-olímpico + 8 vagas no Mundial = 9 vagas até o momento

Uzbequistão: 1 vaga no pré-olímpico + 3 vagas no Mundial = 4 vagas até o momento


Os seguintes países asiáticos conquistaram vagas no Mundial mas não levaram nenhuma no pré-olímpico durante o dia:

Índia: 4 vagas até o momento

Coreia do Norte: 2 vagas até o momento (a serem realocadas)

Mongólia:  2 vagas até o momento


Fotos: United World Wrestling / Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário