Ouro de espanhola de 17 anos e surpresas no pódio marcam abertura do Campeonato Europeu de taekwondo - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Ouro de espanhola de 17 anos e surpresas no pódio marcam abertura do Campeonato Europeu de taekwondo

Compartilhe

 


O início do Campeonato Europeu de Taekwondo, realizado em Sofia, na Bulgária, foi marcado por surpresas. Seis atletas já classificados aos Jogos Olímpicos de Tóquio competiram entre as quatro categorias disputadas nesta quinta-feira (08) e nenhum deles subiu ao pódio. Sem os favoritos, quatro países distintos conquistaram os títulos e o destaque maior ficou com a Espanha, que teve a jovem Adriana Cerezo, de apenas 17 anos, com o ouro na categoria até 49kg.


Reunindo os principais atletas da Europa, o campeonato é o primeiro torneio de expressão do taekwondo após mais de um ano de paralisação por conta da pandemia do coronavírus. Com exceção do espanhol Jesús Tortosa (58kg), todos os outros 25 esportistas do continente que estão garantidos na Olimpíada de Tóquio se inscreveram para a competição. A grande maioria dos demais participantes se preparam para disputar o Pré-Olímpico continental, no próximo mês, que distribuirá mais 16 vagas.


Considerados favoritos, porém, os seis olímpicos que competiram na abertura do evento, nesta quinta, não tiveram bons desempenhos e ligam o alerta para os demais que estão por vir. Entre os homens, Jack Wooley (IRL), Vito Dell'Aquila (ITA) e Mikhail Artamonov (RUS), os três mais bem ranqueados da categoria até 58kg, nesta ordem, chegaram no máximo até as quartas de finais. 


Já entre as mulheres, Kristina Tomic (CRO), Tijana Bogdanovic (SRB) e Rukiye Yildrim (TUR), que estarão presentes na 49kg em Tóquio, também não se deram bem em chaves diferentes. A croata e a sérvia competiram na própria categoria olímpica, enquanto a turca participou na 46kg, defendendo seu título conquistado em 2018. Tomic também queria se sagrar bicampeã na 49kg, enquanto a vice-campeã olímpica Bogdanovic vinha de um bronze na 53kg na última edição.


A espanhola Adriana Cerezo, de apenas 17 anos, foi a campeã da categoria até 49kg, naquela que foi sua primeira aparição em Europeus adultos. Antes detentora dos títulos continental júnior e sub-21, a jovem agora também é campeã do sênior. Ela derrotou quatro adversárias, incluindo Bogdanovic nas quartas de final, e a romena Liana Musteata na decisão. Os bronzes ficaram com a russa Elizaveta Ryadninskaya e a alemã Ela Aydin


Na outra categoria de peso olímpico, a 58kg masculina, a Espanha chegou perto de levar outro título, com Adrián Vicente, mas ele acabou derrotado na final pelo francês Cyrian Ravet, de 18 anos. Vice-campeão europeu na 54kg em 2018, Vicente substituiu seu compatriota Jesús Tortosa, que já está classificado à Olimpíada de Tóquio, mas não pôde competir. Rui Bragança, de Portugal, e Frederik Emil Olsen, da Suécia, ficaram com os bronzes. 


Entre as categorias não-olímpicas, a Croácia levou o ouro na 46kg feminina, com Lena Stojkovic, deixando a russa Larisa Medvedeva com a prata e a israelense Rivka Bayech e a azeri Minaya Akbarova com os bronzes. A Hungria triunfou na 54kg masculina com Omar Salim, que derrotou o grego Dionisios Rapsomanikis na final. O belarusso Yahor Kazlou e o russo Viacheslav Bovkun completaram o pódio.


O primeiro dia foi marcado por uma distribuição democrática de medalhas. Ao todo, treze países subiram ao pódio entre as quatro categorias e somente Espanha e Rússia obtiveram mais de uma medalha. As disputas seguem nesta sexta-feira (09), com as categorias masculinas de 63kg e 68kg (olímpica) e as femininas de 53kg e 57kg (olímpica), e vão até o próximo domingo (11).


Vale lembrar que o Brasil tem três atletas classificados aos Jogos Olímpicos de Tóquio: Edival Marques, o Netinho (68kg); Ícaro Miguel (80kg) e Milena Titoneli (67kg). O torneio europeu é importante para que conhecer melhor seus adversários no megaevento a ser realizado em menos de quatro meses.


Surte+ Japão leva dois ouros no encerramento do Campeonato Asiático de Judô; Coreia do Sul lidera quadro de medalhas

Foto de capa: Reprodução/Twitter/RFET

Nenhum comentário:

Postar um comentário