Jorge Campos e Daniela Fonseca vencem Pré-Olímpico e garantem Cuba nas duplas mistas de Tóquio-2020 - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Jorge Campos e Daniela Fonseca vencem Pré-Olímpico e garantem Cuba nas duplas mistas de Tóquio-2020

Compartilhe


Os cubanos Jorge Campos e Daniela Fonseca se garantiram no torneio de duplas mistas do tênis de mesa em Tóquio-2020 ao vencerem neste sábado (17) o Pré-Olímpico Latino-Americano, disputado em Rosário, na Argentina. Algozes dos brasileiros Vitor Ishiy e Bruna Takahashi, eles passaram por três parcerias até bater os chilenos Juan Lamadrid/Paulina Vega, por 4 sets a 2 (9/11, 9/11, 11/7, 11/6, 14/12, 11/7), na final.


Daniela, que tem apenas 18 anos, já havia se classificado para a chave de simples no dia anterior, após vencer a repescagem do pré-olímpico. Jorge não conseguiu se garantir nas disputas individuais, tendo acumulado duas derrotas sofridas nas finais dos torneios disputados, só conseguindo classificação nas duplas em sua derradeira oportunidade.


Ranqueados apenas como a décima melhor parceria do campeonato - entre 13 inscritas -, os cubanos iniciaram sua campanha nas oitavas de final, batendo os paraguaios Marcelo  Aguirre/Leyla Gomez por 4 a 1. Em seguida, venceram os brasileiros Vitor Ishiy/Bruna Takahashi, que eram os favoritos a ficar com a vaga, por 4 a 0, com direito a um sonoro 11 a 1 no terceiro set.


Já na reta decisiva, derrubaram mais uma parceria de gigantes na semifinal: os mexicanos Marcos Madrid/Yadira Silva, cabeças de chave número 3, por 4 a 1. Por fim, conseguiram uma bela virada na final, sobre os chilenos Juan Lamadrid/Paulina Vega, depois de saírem perdendo por 2 a 0. Eles fecharam os quatro sets seguintes, finalizaram o duelo em 4 a 2 e comemoraram a vaga.



Com a nova classificação, Cuba chegou a 51 atletas garantidos nos Jogos Olímpicos de Tóquio, de forma não-oficial. Esta será a terceira aparição olímpica seguida do país no tênis de mesa, mas apenas a primeira do feminino em 21 anos. Jorge Campos esteve presente na Rio-2016, enquanto Daniela Fonseca nem era nascida quando sua nação teve uma mesa-tenista mulher nos Jogos.


O Pré-Olímpico Latino-Americano também distribuiu outras sete vagas às disputas individuais do tênis de mesa. Além de Daniela Fonseca, conseguiram classificações no feminino a chilena Paulina Vega e a porto-riquenha Melanie Diaz. Entre os homens, se garantiram o também porto-riquenho Brian Afanador, o equatoriano Alberto Miño e os argentinos Horácio Cifuentes e Gastón Alto.


Resta agora apenas o Pré-Olímpico Europeu, a ser disputado na próxima semana, em Odivelas (POR), para o fim da sequência de torneios qualificatórios da modalidade. Depois, as vagas restantes serão distribuídas por meio do ranking mundial ou por eventos específicos do circuito mundial. O Brasil já tem a cota máxima de seis atletas classificados, contando com as equipes masculina e feminina.


Foto de capa: Divulgação/FATM

Nenhum comentário:

Postar um comentário