Guilherme "Cachorrão" Costa e Felipe Lima se classificam para Tóquio 2020 - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Guilherme "Cachorrão" Costa e Felipe Lima se classificam para Tóquio 2020

Compartilhe


O primeiro dia da Seletiva Olímpica de Natação do Brasil teve dois nadadores classificados para Tóquio 2020. Guilherme “Cachorrão” Costa (400m livre) e Felipe Lima (100m peito) conseguiram o índice olímpico nas suas provas e vão para os Jogos Olímpicos. Abaixo, os resultados de cada uma das provas.

Surte + Guia da Seletiva Olímpica Brasileira de Natação

400m Medley Masculino

Recorde Brasileiro - Thiago Pereira 4:08.66 (2009/2012)
Índice Olímpico - 04:15.84

1. Brandonn Almeida 4:16.49
2. Leonardo Santos 4:18.07
3. Stephan Steverink 4:21.36
4. Icaro Pereira - 4:25.46
5. Bruce Almeida - 4:30.59
6. Conrado Lino - 4:31.79

Brandonn Almeida era o favorito da prova, já tendo nadado várias vezes abaixo do índice olímpico, mas não conseguiu fazê-lo hoje. Em entrevista à transmissão oficial, o atleta lamentou não ter conseguido o tempo de classificação. “É frustrante. Todo mundo que foi atleta sabe que a gente vive de altos e baixos. De verdade não sei o que aconteceu, tava (sic) treinando muito forte. Infelizmente o Brasil não vai ter ninguém para nadar 400 medley na Olimpíada. Eu tenho certeza que se eu tivesse outra chance, que eu não vou ter, eu faria esse tempo”.

100m Borboleta Feminino

Recorde Brasileiro - Gabriella Silva 56.94 (2009)
Índice Olímpico - 57.92

1. Giovanna Diamante 59.03
2. Daynara de Paula 59.41
3. Clarissa Rodrigues 59.63
4. Stephanie Balduccini 1:01.24
5. Carolina Sarruf 1:02.74
6. Maria Fernanda Costa 1:02.81

Na primeira prova feminina da seletiva, Giovana Diamante venceu os 100m borboleta feminino com 59.03, pouco mais de um segundo acima do índice. Daynara de Paula, que nadou a prova nos últimos três jogos olímpicos, ficou em segundo lugar com 59.41. Por ter vencido a prova Giovana vai nadar na tomada de tempo do revezamento 4x100m medley feminino e também pode ser chamada o 4x100m medley misto. 

400m Livre Masculino


Recorde Brasileiro -
Guilherme “Cachorrão” Costa 3:46.57 (2019)
Índice Olímpico - 3:46.78

1. Guilherme Costa 3:45.85 - novo recorde sul-americano
2. Fernando Scheffer 3:47.77
3. Murilo Sartori 3:51.32
4. Giuliano Rocco 3:51.34
5. Pablo Vieira 3:52.73
6. Eduardo Moraes 3:53.39
7. Gustavo Saldo 3:54.01
8. Luiz Altamir 3:57.48




Saiu o primeiro atleta classificado na Seletiva Olímpica! Guilherme Costa, o “Cachorrão”. O nadador fez uma boa prova, dominando desde o começo e abaixando o tempo do recorde sul-americano que já era seu. Guilherme fez o quinto melhor resultado da prova este ano. 

Em segundo lugar, Fernando Schefer fez seu melhor tempo pessoal mas ficou a 99 centésimos do índice. Luiz Altamir, que representou o Brasil no evento, nadou muito forte no começo da prova (inclusive, foi mais rápido que Guilherme nos primeiros 100 metros) e não conseguiu segurar o ritmo até o final. 

400m Medley Feminino

Recorde Brasileiro - Joanna Maranhão 4:38.07 (2015)
Índice Olímpico - 4:38.53

1. Gabrielle Roncatto 4:45.51
2. Nathália Almeida 4:47.97
3. Fernanda Goeij 4:52.40
4. Fernanda Celidônio 4:55.77
5. Gabriela Melo 4:57.59

Numa prova onde o índice era improvável, já que nenhuma nadadora inscrita havia nadado abaixo de 4:45, tivemos três atletas fazendo seus melhores tempos pessoais. Gabrielle Roncatto, Nathália Almeida e Fernanda Celidônio melhoraram suas marcas. 

100m Peito Masculino


Recorde Brasileiro - Felipe França 59.01
Índice Olímpico - 59.93

1. Felipe Lima 59.43
2. João Gomes Jr. 1:00.15
3. Caio Pumputis 1:00.25
4. Felipe França 1:01.01
5. Pedro Cardona 1:00.37
6. Evandro Silva 1:01.23
7. Andreas Mickosz 1:01.23
8. Diego Prado 1:02.00

Felipe Lima conseguiu o segundo índice olímpico do dia. O nadador venceu com 59.43, com parciais de 27.26 e 32.17. Felipe foi medalha de bronze na prova no Mundial de 2013 e vai para sua primeira Olimpíada.

A decepção foi o Brasil não ter conquistado uma segunda vaga na prova pela primeira vez desde os Jogos de Atenas, em 2004. João Gomes Júnior e Felipe França, que foram à Rio 2016, fizeram um tempo mais alto na final do que na eliminatória. 

Amanhã serão disputadas 5 provas: 100m costas feminino, 200m livre masculino, 100m peito feminino, 100m costas masculino e 400m livre feminino. As eliminatórias começam às 9h30 e as finais às 18h30, horário de Brasília. 





Fotos: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Nenhum comentário:

Postar um comentário