Eric Takabatake vence duas lutas e termina em 7º no Grand Slam de Antalya - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Eric Takabatake vence duas lutas e termina em 7º no Grand Slam de Antalya

Compartilhe


Eric Takabatake foi o melhor judoca brasileiro na abertura do Grand Slam de Antalya, iniciado nesta quinta-feira (1º), na Turquia. Ele venceu duas lutas, mas perdeu nas quartas de final e na repescagem e encerrou a competição na sétima colocação do peso ligeiro. Daniel Cargnin e Willian Lima, ambos na categoria até 66kg, também entraram em ação no dia, e perderam ainda nas fases preliminares.


Cabeça de chave número 3, Takabatake estreou na segunda rodada, com vitória por waza-ari sobre o turco Mihrac Akkus, no golden score. Na sequência, venceu o cazaque Magzhan Shamshadin, também por waza-ari e avançou às quartas. Lá, acabou derrotado pelo belga Jorre Verstraeten após receber três punições, e foi encaminhado à repescagem, onde foi batido pelo francês Romaric Wend-Yam Bouda.


Daniel Cargnin, cabeça de chave número 2 entre os meio-leves, parou nas oitavas de final. Ele derrotou o romeno Petr Zhukov na estreia e caiu para o marroquino Abderrahmane Boushita. No mesmo quadrante estava outro brasileiro, Willian Lima. Diferente do compatriota, porém, ele caiu na estreia, para o neerlandês Ivo Verhorstert.


Os resultados não foram benéficos para os brasileiros na corrida olímpica. Takabatake entrou na competição como 13º colocado da categoria até 60kg (décimo mais bem ranqueado na chave olímpica) e pode cair até duas posições a depender dos resultados das finais. Já Cargnin perderá uma posição na 66kg, ficando em 10º (ainda cabeça de chave), enquanto Willian continuará em 30º.


Mesmo sendo um Grand Slam, torneio que distribui até 1.000 pontos nos rankings mundiais, apenas três judocas brasileiros competiram neste primeiro dia de disputas e só David Moura, no peso pesado, ainda entrará em ação, no sábado. Todo o restante da delegação brasileira, que continha 15 atletas, foi afastada preventivamente depois que o meio-médio Eduardo Yudy testou positivo para o coronavírus ao chegar na Turquia.


Foto de capa: Arquivo/Abelardo Mendes Jr./rededoesporte.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário