Em prova histórica, Beatriz Dizotti vence os 1500m livre e se classifica para Tóquio 2020 - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Em prova histórica, Beatriz Dizotti vence os 1500m livre e se classifica para Tóquio 2020

Compartilhe
Beatriz Dizotti natação

O Parque Aquático Maria Lenk teve uma prova emocionante com a final dos 1500m livre feminino da Seletiva Olímpica de Natação do Brasil. Beatriz Dizotti, Ana Marcela Cunha e Betina Lorscheitter terminaram nas três primeiras posições e fizeram os primeiros índices olímpicos da natação feminina nessa seletiva. Confira, abaixo, os resultados das finais desta quinta-feira (22).

1500m livre feminino

Recorde Brasileiro - Viviane Jungblut 16:22.48 (2019)
Índice Olímpico - 16:32.04

1. Beatriz Dizotti 16:22.07 RB
2. Ana Marcela Cunha 16:25.76 PB
3. Betina Lorscheitter 16:27.73 PB
4. Sofia Rondel 16:56.55
5. Maria Eduarda Seifer 17:19.79


Beatriz Dizotti fez uma prova espetacular e venceu os 1500m livre feminino com um tempo de 16:22.07, novo recorde brasileiro e índice olímpico para Tóquio 2020. Beatriz abaixou seu melhor tempo pessoal em mais de 21 segundos. Ana Marcela Cunha e Betina Lorscheitter também fizeram suas melhores marcas e conseguiram o índice olímpico. Ana Marcela já está classificada para os Jogos Olímpicos na Maratona Aquática e disse em entrevista após a prova que deve ceder seu lugar para Betina ou para Viviane Jungblut que testou positivo para covid-19 e vai ter a chance de conseguir o índice em uma tomada de tempo em junho.

100m livre masculino


Recorde Brasileiro -
César Cielo 46.91 (2009)
Índice Olímpico - 48.57

1. André Souza Calvelo 48.15
2. Pedro Spajari 48.31
3. Breno Correia 48.74
4. Marcelo Chierighini 48.83
5. Felipe Souza 48.87
6. Marco Antonio Ferreira 48.95
7. Victor Alcará 49.01
8. Lucas Peixoto 49.74




André Calvelo venceu os 100m livre masculino com 48.15 e se classificou para nadar a prova nos Jogos Olímpicos, junto de Pedro Spajari, segundo colocado com 48.31. Os dois nadadores também vão nadar o revezamento 4x100m livre, que será completado com Breno Correia, terceiro lugar com 48.74, e Marcelo Chierighini, quarto colocado na final com 48.83. André representou o Brasil nos Jogos Olímpicos da Juventude de 2018, na Argentina, e ganhou duas medalhas de prata em revezamento. O nadador teve um ótimo desempenho na seletiva, fazendo sua melhor marca pessoal na eliminatória e vencendo a final. 

200m borboleta

Recorde Brasileiro - Joanna Maranhão 2:09.22 (2017)
Índice Olímpico - 2:08.43

1. Giovana Diamante 2:15.95
2. Maria Fernanda Silva 02:16.47
3. Rafaela Raurich 2:20.40
4. Carolina Athayde 2:21.24
5. Gabriela Mello 2:21.47

Os 200m borboleta feminino tem um índice forte, abaixo do recorde brasileiro. Giovana Diamante venceu a final com um tempo de 2:15.98, há 7 segundos do índice olímpico. A nadadora agora deve focar para a tomada de tempo do revezamento 4x100m medley feminino, no sábado, onde irá nadar a parte do estilo borboleta.

200m Peito Masculino

Recorde Brasileiro - Henrique Barbosa 2:08.44
Índice Olímpico - 2:10.25

1. Caio Pumputis 2:11.81
2. Andreas Mickosz 2:13.08
3. Evandro Silva 2:15.12
4. Raphael Rodrigues 2:15.79
5. Stephan Steverink 2:21.62
6. Felipe França 2:22.57
7. Diego Prado 2:24.29
8. Felipe Lima 2:24.89

Caio Pumputis venceu os 200m peito masculino, mas não conseguiu o índice olímpico. Felipe Lima, que já está classificado nos 100 metros, fez a primeira parte da prova num ritmo forte, servindo como “coelho” para ajudar Caio a se classificar. O tempo na virada dos 100m foi forte (1:00.99), mas Caio Pumputis cansou nos metros finais ficando a pouco mais de um segundo do índice olímpico.

4x200m livre feminino

A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) realizou uma tomada de tempo para o revezamento 4x200m livre feminino ao final das provas desta quinta-feira (22). O Brasil ainda não tem vaga nos revezamentos femininos e para se classificar aos Jogos Olímpicos, a equipe brasileira tem que estar nas quatro primeiras posições do ranking da Federação Internacional de Natação (FINA) entre os times que ainda não se classificaram.
A equipe formada por Larissa Oliveira, Nathália Almeida, Gabrielle Roncatto e Aline Rodrigues fez um tempo de 8:00.92, levando o Brasil para o segundo lugar da lista das equipes que se classificariam no momento. Agora, temos que esperar o Europeu de Natação, daqui duas semanas em Budapeste na Hungria, onde algumas equipes podem melhorar suas marcas.

Ranking do Revezamento 4x200m livre feminino
1. Itália 7:59.68
2. Brasil 8:00.92
3. Grã-Bretanha 8:03.77
4. África do Sul 8:04.71
5. Bélgica 8:05.13

Classificados do Brasil na natação até o momento:

Feminino:
Beatriz Dizotti: 1500m livre
Ana Marcela Cunha: 1500m livre*

Masculino:
Bruno Fratus: 50m livre**
Guilherme Costa: 400m e 800m livre
Felipe Lima: 100m peito e 4x100m medley (peito)
Fernando Scheffer: 200m livre e 4x200m livre
Breno Correia : 200m livre, 4x100m e 4x200m livre
Murilo Sartori: 4x200m livre
Luiz Altamir: 4x200m livre
Guilherme Basseto: 100m costas e 4x100m medley (costas)***
Guilherme Guido: 100m costas
Leonardo de Deus: 200m borboleta
André Calvelo: 100m livre, 4x100 livre e 4x100m medley (livre)
Pedro Spajari: 100m livre e 4x100m livre
Marcelo Chierighini: 4x100m livre

*Ana Marcela Cunha disse em entrevista que deve ceder sua vaga nos 1500m livre para focar na Maratona Aquática. Betina Lorscheitter herdaria a vaga no momento.
**Bruno Fratus recebeu autorização da CBDA para fazer a sua tomada de tempo nos Estados Unidos onde mora. Fratus será confirmado caso 2 atletas não façam um tempo melhor que o seu.
***Por ter vencido os 100m costas na seletiva, Guilherme Basseto será convocado para o revezamento medley, mas a comissão técnica pode optar por escalar Guilherme Guido no seu lugar na Olimpíada.

Fotos: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Nenhum comentário:

Postar um comentário