COB avalia como positivas as sugestões de mudanças na Regra 50 pela Comissão de Atletas - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

COB avalia como positivas as sugestões de mudanças na Regra 50 pela Comissão de Atletas

Compartilhe


O Comitê Olímpico do Brasil (COB) considerou positivas as sugestões anunciadas pela Comissão de Atletas do Comitê Olímpico Internacional (CACOI) na última quarta-feira, 21, para uma maior flexibilização da “Regra 50” da Carta Olímpica. 

Após consulta a cerca de 3.500 atletas de todo o mundo e diversas modalidades, a CACOI estabeleceu sugestões que reforçam novas possibilidades para que os atletas expressem seus pontos de vista durante os Jogos Olímpicos. As sugestões foram endossadas pelo Comitê Executivo do COI.

“Vejo com bons olhos a flexibilização da Regra 50. Sou daqueles que posso ser contra o que você fala, mas vou defender até a morte o seu direito de se manifestar”, disse o presidente do COB, Paulo Wanderley Teixeira. “Esse movimento é muito importante porque procura deixar mais claros deveres e direitos de todos os envolvidos para que se mantenha o respeito aos Valores Olímpicos, assim como aos demais atletas”, completou.

A Regra 50 tem o objetivo de proteger a neutralidade do Esporte e dos Jogos Olímpicos, garantindo o direito de expressão dos atletas e preservando o campo de jogo e o pódio de manifestações políticas, religiosas ou raciais que possam constranger ou agredir os outros envolvidos no evento.

O campeão olímpico Rogério Sampaio, diretor geral do COB, concorda com a flexibilização. “A Regra 50 foi criada dentro de um outro contexto histórico e é importante sua reavaliação nos dias de hoje. Não tenho dúvidas de que os atletas têm que exercer seu poder de inspiração, mas para levantar bandeiras coletivas e não individuais”, disse o dirigente.

Entre as novas sugestões anunciadas na quarta-feira pela Comissão de Atletas do COI estão: aumentar as oportunidades de expressão dos atletas durante os Jogos Olímpicos e também fora do período dos Jogos; preservar o pódio, o campo de jogo e as cerimônias oficiais de manifestações; pedir clareza nas sanções; assim como mais acesso às informações sobre a Regra 50 para atletas do mundo todo. O COI informou que as recomendações serão levadas em consideração já nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

“Muito importante os atletas serem protagonistas nessa mudança. Acreditamos que a regra precisava ser atualizada, assim como estabelecer melhor os limites. Acredito que vamos ter ainda uma evolução dentro de pouco tempo, principalmente, na clareza das sanções que poderão ser aplicadas a quem descumprir a regra”, disse Yane Marques, medalhista olímpica e presidente da Comissão de Atletas do COB.

Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário