CAS reduz pena de suspensão, mas velocista Christian Coleman não estará em Tóquio - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

CAS reduz pena de suspensão, mas velocista Christian Coleman não estará em Tóquio

Compartilhe

A Corte Arbitral de Esportes (CAS) anunciou nesta sexta-feira (16) a redução da pena do velocista Christian Coleman (USA) de 2 anos para um ano e meio, mas o mantém fora dos Jogos de Tóquio.


Coleman foi suspenso após ter perdido três exames antidoping surpresa e não ter dado endereço de seu paradeiro em um período de um ano. O estadunidense recebeu a suspensão provisória em 14 de maio de 2020, cinco meses após o último exame perdido.


No final de outubro de 2020, Coleman foi julgado e pegou um gancho de dois anos de suspensão, retroativa a 14 de maio. O estadunidense recorreu em fevereiro deste ano e o CAS reduziu a pena em 1/4, baixando para um ano e meio, mas insuficiente para permitir que o velocista competisse em Tóquio.


Após tomar conhecimento da sentença, Coleman disse que apreciou que os árbitros o julgassem um atleta limpo, mas desapontado por perder os Jogos em Julho. O velocista disse ainda que planeja defender o título mundial em agosto de 2022, quando os Estados Unidos receberão pela primeira vez o mundial.


Foto: Divulgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário