Canadá desiste do Mundial de Revezamentos - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Canadá desiste do Mundial de Revezamentos

Compartilhe

 


A Federação Canadense de Atletismo decidiu não enviar sua equipe para o Mundial de Revezamentos, programada para acontecer na Silesia, Polônia, entre os dias 1 e 2 de maio, devido ao alto número de casos de Covid-19 registrados no país-sede da competição.


O Canadá entra numa lista de desistências, que já conta com, Jamaica, Trinidad e Tobago, Austrália e Estados Unidos.


A delegação canadense esteve em um Camping na Louisiana na última semana se preparando para a competição, enquanto aguardava uma definição final. A federação, inclusive, chegou a anunciar a convocação para o Mundial de Revezamento, mas voltou atrás.


“A segurança de nossos atletas, treinadores e equipe é nossa maior prioridade”, disse Simon Nathan, diretor de alto rendimento da Federação Canadense. “Se um atleta entrar em contato com o vírus, isso comprometerá sua preparação para Tóquio-2020, mesmo que o atleta seja assintomático, pois será obrigado a se isolar”.


Outro problema é que devido as regras de contenção do vírus no Canadá, a delegação que ficar em quarentena obrigatória no retorno da Polônia


O Canadá tinha inscrito corredores para o revezamento 4x100m (masculino e feminino) e no revezamento 4x400m (feminino e misto). Neste momento, o único revezamento classificado para as Olímpiadas é o 4x400m feminino, que garantiu sua vaga com a oitava colocação no Mundial de Doha 2019. 


O Mundial seria a chance das equipes melhorarem seu tempos, consequentemente melhorando seu ranking, que é o critério de classificação para as oito vagas que restam para os Jogos nas provas de revezamentos.


“Mesmo que os resultados na Polônia deixem espaços para que outras equipes se classificarem, ainda temos tempo para organizar corridas e nos classificarmos para os Jogos Olímpicos”, disse Glenroy Gilbert, treinador principal da seleção.


“Atualmente o revezamento 4 x 100m masculino está em nono lugar do Ranking Mundial, o que esperamos que seja forte o suficiente para se qualificar, independente das marcas que serão feitas no Mundial, enquanto a equipe 4 x 400m metros misto está em 11º lugar no Ranking da World Athletics. O time que tem a pior situação é o 4 x 100m feminino, pois é possível que alguns times melhorem suas marcas empurrando nosso time para baixo", finalizou.


Foto: Mark Humphey/ AP

Nenhum comentário:

Postar um comentário