Bicampeã olímpica, Jade Jones confirma favoritismo e fatura tri no Europeu de taekwondo - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Bicampeã olímpica, Jade Jones confirma favoritismo e fatura tri no Europeu de taekwondo

Compartilhe


Depois de um primeiro dia recheado de surpresas, os favoritos começaram a despontar no Campeonato Europeu de taekwondo, em Sofia, na Bulgária, após as quatro disputas desta sexta-feira (09). A britânica Jade Jones, bicampeã olímpica, foi o principal destaque do dia e sobrou na competição para conquistar seu terceiro título continental consecutivo na categoria até 57kg.


A Grã-Bretanha ainda faturou uma prata com outra estrela de sua equipe olímpica, Bradly Sinden, na categoria até 68kg, que foi conquistada pela Rússia, de Sarmat Tcakoev. A Rússia, aliás, foi o único país a conseguir duas medalhas douradas, também triunfando com Tatiana Kudashova no peso não-olímpico de 53kg. A Turquia, com Hakan Reçber, levou a 63kg masculina, também não-olímpica.


Líder do ranking mundial na categoria até 57kg, Jade Jones passou por quatro adversárias até ser campeã, vencendo todas com extrema facilidade. Nas oitavas e nas quartas, contra a romena Alexandra Ge Ranche e contra a finlandesa Suvi Mikkonen, a britânica nem precisou lutar o terceiro round, encerrando o combate por superioridade técnica (31 a 4 e 48 a 10, respectivamente).


Antes da decisão, Jones ainda despachou a belga Raleheh Asemani, por 35 a 7, na semi. Já na finalíssima, ela fez uma reedição da decisão da última edição do torneio, enfrentando a turca Hatice Kubra Ilgun, vice-campeã mundial em 2017. Apesar da esperança de uma revanche, a adversária não segurou o ímpeto da britânica, que saiu vencedora com um singelo 20 a 7.



Com o título e a campanha impecável, Jade Jones chega ao tricampeonato europeu consecutivo e se consolida cada vez mais como uma das favoritas à conquista da categoria até 57kg nos Jogos de Tóquio. Ela, que também é a atual campeã mundial, já está garantida no megaevento e tentará obter seu quarto ouro olímpico - além de Londres-2012 e Rio-2016, foi campeã olímpica da juventude em Singapura-2010.


Quem pode ser uma "pedra no caminho" da britânica nessa jornada é a russa Tatiana Kudashova, que já tem lugar assegurado em Tóquio-2020 na 57kg e também sagrou-se tricampeã europeia nesta sexta. Ela, porém, competiu na categoria não-olímpica até 53kg, tendo conquistado o título após vencer quatro lutas, incluindo a búlgara Ilina Ivanova na semifinal, com incríveis 68 a 15 no placar, e a turca Zeliha Agris, por 24 a 17, na grande decisão.


Compatriota de Kudashova, Sarmat Tcakoev conquistou o segundo ouro da Rússia no dia. Ele desbancou o britânico Bradly Sinden, atual campeão mundial na categoria até 68kg e que tinha uma campanha praticamente perfeita até chegar na final. O russo saiu vitorioso após um combate muito movimentado, que terminou com 35 a 26. Vice-campeão em 2018, ele "subiu um degrau" com o título.


Além de Sinden, Tcakoev eliminou outro adversário de "peso" em sua trajetória, o espanhol Javier Perez, que acabou com o bronze. Tanto Perez quanto Sinden já têm vaga olímpica assegurada - garantidas pelo ranking mundial de 2019 -, diferente do russo, que não tem mais chances de se classificar. 


Por não ter conseguido a classificação via ranking, ele teria no Pré-Olímpico Europeu, a ser disputado no próximo mês, sua última oportunidade de garantir a vaga. O evento distribuirá as últimas 16 cotas olímpicas para o continente, sendo duas para cada peso. No entanto, a Rússia não pode enviar atletas à competição, pois o país já garantiu representantes nas outras três categorias olímpicas masculinas, o que o torna inelegível ao torneio continental segundo os critérios de qualificação da World Taekwondo.


Vale destacar que a categoria de Tcakoev é a mesma em que compete Edival Marques, o Netinho, um dos três taekwondistas brasileiros classificados à Olimpíada de Tóquio. Assim, Perez e Sinden serão seus adversários no Japão. Além deles, o belga Jaouad Achab é o outro europeu garantido em Tóquio no peso leve (cada chave olímpica será composta por 16 atletas).


Achab também competiu nesta sexta, porém, na categoria não-olímpica da 63kg. Cabeça de chave número 1, acabou com o bronze, após ser eliminado na semifinal pelo campeão Hakan Reçber, da Turquia. O espanhol Joan Jorquera ficou com a prata, após perder de Reçber de 17 a 9 na final. O outro bronze ficou com o italiano Simone Crescenzi.


Encerradas as disputas do segundo dia e com oito categorias já concluídas, a Rússia lidera o quadro de medalhas do Campeonato Europeu até aqui. Além dos dois ouros obtidos nesta sexta, o país também tem duas pratas e um bronze, obtidos na abertura do evento. A Espanha vem logo atrás, com um ouro, duas pratas e um bronze. A competição segue neste sábado, sendo encerrada no domingo.


Foto de capa: Reprodução/Twitter/Taekwondo GB

Nenhum comentário:

Postar um comentário