Pré-Olímpico de futebol: México vence o EUA e se classifica em primeiro no grupo A - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Pré-Olímpico de futebol: México vence o EUA e se classifica em primeiro no grupo A

Compartilhe

 

Uriel Antuna comemora o único gol da partida. Foto: Twitter/@miseleccionmx


Não restam dúvidas que México e Estados Unidos é uma das partidas mais aguardadas pela rivalidade, e no Pré-Olímpico ambos tem pendências a serem acertadas. Em quatro jogos, os americanos venceram dois e perderam apenas um, além da diferença de gols estar em zero, já que foram cinco tentos para cada lado. A ultima vez que se enfrentaram antes da semifinal foi em 2004 e goleada dos mexicanos por 4 a 0.


O treinador do México, Jaime Lozano disse ontem (23) em entrevista coletiva que a partida tem clima de final e que seu time jogará melhor que na última rodada: "Vamos tentar ir melhor contra os Estados Unidos do que contra a Costa Rica, além de buscar ser protagonista e buscar objetivos para jogar bem contra um rival muito forte. Amanhã será uma final para eles e também para nós." Já o americano Jason Kries foi bem claro ao dizer "Queremos vencer o grupo e enviar um comunicado a todos".


Ambos discursos estavam presentes no gramado, com as duas seleções brigando por cada bola, deixando um jogo faltoso. O México chegou com perigo três vezes em chutes de Alvarado, Mayorga e Johan Vasquez, além da seleção tricolor e dos americanos pressionarem a saída de bola dos defensores o que foi a tônica dos 45 minutos iniciais.


A pressão uma hora acaba forçando o erro. Sebastian Soto errou um passe bobo na defesa, desarmando todo o time americano. Antuna recuperou a bola e saiu cara a cara com o zagueiro Mauricio Pineda, mas puxou para o pé direito para cortar Soto e bater no canto direito de David Ochoa, que nada pôde fazer para evitar o primeiro gol e a explosão da torcida mexicana.


O início do segundo tempo continuou sendo igual o primeiro, com México pressionando a saída de bola e mantendo um certo controle no jogo. A seleção americana não conseguia envolver a El Tri a ponto de abrir a defesa e conseguir chegar no gol de Sebástian Jurado, sem causar chutes de média e à longa distância que assustassem. 


Conforme a partida foi se desenrolando, a rivalidade foi pesando. O México com a vantagem se protegeu como pôde para evitar o empate. Os americanos paravam o ataque tricolor com faltas e parando o jogo inúmeras vezes, o que resultou em um jogo bem travado. O placar também se mostrou justo devido à muitos erros de passe de ambas as equipes.


Após o apito final, a torcida mexicana presente no Estádio Jalisco explodiu de alegria, e não é para menos. Venceu o grupo A, o maior rival no futebol e deram mais um passo para conquistar a vaga olímpica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário