Natália Gaudio e Bárbara Domingos encerram Copa do Mundo de Sofia sem finais, mas com boas notas no arco e nas maças - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Natália Gaudio e Bárbara Domingos encerram Copa do Mundo de Sofia sem finais, mas com boas notas no arco e nas maças

Compartilhe


Depois de um ano longe dos ginásios, Natália Gaudio e Bárbara Domingos voltaram a competir em alto nível neste final de semana, na Copa do Mundo de Ginástica Rítmica, em Sofia (BUL). O melhor resultado entre elas foi obtido por Gaudio, que ficou na 11ª colocação na classificatória do arco, a apenas um décimo da final. No individual geral, ela terminou em 34º, enquanto Babi foi 38ª.


Tendo 58 adversárias na disputa, as brasileiras passaram por dois dias de classificatórias. Na sexta-feira, tiveram o arco e a bola pela frente. Já neste sábado, se apresentaram com as maças e com a fita. Nenhuma delas conseguiu ficar entre as oito melhores em algum dos quatro elementos e, assim, não avançaram às finais, que acontecerão neste domingo.


Gaudio foi quem chegou mais próximo de uma decisão. Ela obteve uma nota de 23.050 por sua apresentação no arco, com 15.600 de partida e 7.450 de execução, e terminou na 11ª colocação geral no aparelho, ficando a 0.1 da eslovena Ekaterina Vedeneeva, última classificada à final. Ela também esteve a 0.05 pontos de ficar entre as suplentes.


Além da boa apresentação no arco, Gaudio ainda obteve um 18.250 na bola na sexta e encerrou o primeiro dia na 28ª colocação geral, com um acumulado de 41.300 pontos. Ela, porém, perdeu algumas posições no sábado, após um 21.600 nas maças e um 15.000 na fita. Nesta última, ela foi prejudicada por um vazamento do ar condicionado, que molhou seu aparelho. Ao final, teve 77.900 e parou na 34ª colocação geral. 


Barbara Domingos teve um caminho quase que inverso à compatriota. Ela teve um primeiro dia apagado, mas foi um dos bons destaques da competição no sábado. Babi garantiu 17.950 no arco, com uma punição de 0.3, e 17.350 na bola, também com uma penalidade, na sexta-feira. Ao final das duas apresentações, a brasileira tinha 35.300 pontos e a 42ª posição geral.


No segundo dia, a medalhista pan-americana conseguiu um 18.850 na fita, a 19ª melhor pontuação de toda a competição no aparelho, e um 20.100 nas maças. Ao final, teve uma nota acumulada de 74.250 e deu um salto de oito posições em relação ao dia anterior, encerrando a competição na 38ª colocação geral.


Como não há final para o individual geral, os resultados das classificatórias são contabilizados para a definição das medalhistas da competição. Sem a participação de atletas da Rússia, a israelieta Linoy Ashram foi a campeã, com 98.450. A búlgara Boryana Kaleyin ficou com a prata, a 98.250, e a belarussa Alina Harnasko completou o pódio, com 96.150.


A competição em Sofia faz parte do circuito de Copas do Mundo, que integra a corrida olímpica da ginástica rítmica e dará três vagas aos Jogos de Tóquio 2020. Ao todo, serão realizados quatro eventos, em que os três melhores desempenhos de cada atleta, cujo país ainda não tenha estourado a cota máxima de duas ginastas já classificadas, serão computados para o ranqueamento final.


Foto de capa: Abelardo Mendes Jr./rededoesporte.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário