Liga Mundial de Surfe volta após quase 4 meses com brasileiros na cola dos líderes no masculino e no feminino - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Liga Mundial de Surfe volta após quase 4 meses com brasileiros na cola dos líderes no masculino e no feminino

Compartilhe



Após longo hiato, com etapas adiadas e canceladas, a Liga mundial de surfe, a WSL, volta à ativa nesta quarta (31) no Brasil, quinta (1º) em Newcastle, no estado de New South Wales (AUS). A disputa deve realmente começar hoje a partir das 16:30(hora de Brasília) , já que a previsão da meteorologia é boas ondas no local.


O Brasil terá 11 representantes no masculino e no feminino, Tatiana Weston-Webb representará o país. A brasileira vem de um bom resultado na primeira etapa em Pipeline no Havaí , quando caiu nas semifinais. No campeonato ela está em terceiro, atrás da líder Tyler Wright (AUS) e da vice Carissa Moore (USA). Tatiana estreia na primeira fase enfrentando Maila Manuel (USA) e Isabella Nicholls (AUS), as duas melhores passam a próxima fase enquanto a última vai para a repescagem 

  

Entre os homens, Gabriel Medina e Ítalo Ferreira, classificado para os Jogos olímpicos, são os principais nomes brasileiros na disputa. Na primeira etapa disputada em dezembro de 2020 em Pipeline, Medina foi vice e Ítalo terceiro e ambos estão na cola do líder John John Florence (USA). As principais ausências da etapa são dois americanos: a lenda Kelly Slater e  Kolohe Andino, ambos lesionados.                                                                                                                                                                    

A WSL fez um rígido protocolo para o combate da covid-19 com os surfistas ficando em quarentena por 14 dias em um hotel em Sydney antes de poder rumar para Newcastle. Além dessa etapa, teremos mais 1 sendo disputada na Austrália:  em Narrabeen, também no estado de New South Wales, entre os dias 16 e 26 de abril


foto: WSL/Matt Dunbar

Nenhum comentário:

Postar um comentário