Garín bate Bagnis, vence o ATP 250 de Santiago e volta ao top-20 - Surto Olímpico

Pesquisar:

Arquivo do blog

Últimas Notícias

Garín bate Bagnis, vence o ATP 250 de Santiago e volta ao top-20

Compartilhe

O tenista chileno Christian Garín, ‘jogando em casa’, faturou o título do ATP 250 de Santiago. Na final ele encontrou dificuldades, mas bateu o argentino Facundo Bagnis por 2 sets a 1, com parciais de 6-4, 6-7(3), 7-5, em 2h35 de jogo. Com este resultado, Garín voltará ao top-20 do ranking mundial de tênis, escalando duas posições. 


O título de Garín significa muito para o tênis do chileno. Desde Fernando González, com a dobradinha 2008 e 2009, um tenista da casa não vencia o Aberto do Chile, que nos últimos 10 anos transitou entre Vinã del Mar e Santiago e que de 2014 a 2020, sequer foi um torneio ATP de primeiro escalão. 


O último campeão do ATP de Santiago havia sido o brasileiro Thiago Wild, em 2020, antes da paralisação do tênis por conta da pandemia. Na atual temporada, Wild sequer foi ao Chile defender o título que havia conquistado.


O jogo


Num primeiro set equilibrado, Garín aproveitou o único break point que teve e quebrou o saque de Bagnis. O chileno venceu 33 dos 63 pontos disputados, jogou melhor os pontos chave na parcial e viu o adversário cometer duas duplas-faltas, que fizeram falta ao argentino no fim do set. Placar de 6-4 para Garín. 


O segundo set seguiu parelho. Garín elevou o nível em seus games de saque, disparou sete aces, teve aproveitamento de 92% de primeiro serviço e 100% do segundo. No entanto, ganhou menos tentos que Bagnis com o primeiro saque (67% contra 76%). Com uma quebra para cada lado, a parcial foi ao tiebreak, onde o argentino levou a melhor e venceu por 7 a 3, fechando o set por 7-6. 


Uma nova troca de quebras de saque ocorreu na terceira parcial, entre os games 6 e 7. Mas no momento decisivo do jogo, no 12º game, Garín pressionou Bagnis, que sucumbiu e perdeu o serviço, fazendo apenas um ponto em seu próprio game de saque. O chileno venceu 39 dos 70 pontos, e aproveitou 50% dos break points, contra 33% do argentino, faturando o tão sonhado título de ATP em casa. 


Foto: ATP Tour


Nenhum comentário:

Postar um comentário