Cobras perde para Peñarol na estreia da Superliga Americana de Rugby - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Cobras perde para Peñarol na estreia da Superliga Americana de Rugby

Compartilhe
Cobras Brasil XV x Peñarol pela Superliga Americana de Rugby

A equipe do Cobras XV estreou com derrota na Superliga Americana de Rugby (SLAR). A franquia brasileira fez jogo duro contra o Peñarol (URU) neste domingo (21), mas acabou cedendo penais em falhas dos jogadores brasileiros e acabou perdendo de 33 a 24 em partida realizada em La Pintana, no Chile. 


Os brasileiros tentarão a primeira vitória na próxima quinta-feira (25), às 16:30h, em confronto diante do Olímpia Lions, do Paraguai. Os canais ESPN transmitem o confronto.


O jogo

O resultado de 33 a 24 favorável ao experiente time uruguaio foi determinado principalmente por falhas individuais e coletivas dos Cobras Penais e knock ons (quando o atleta deixa a bola cair ou se projetar para frente) cometidos em excesso e conversões não-completadas.


O lado bom para a torcida brasileira é que os Cobras apresentaram bom condicionamento e marcou mais tries que o adversário (4 a 3), garantindo um ponto de bonificação. O time perseverou literalmente até o último minuto, quando o forward André “Buda” Arruda anotou try depois um passe com os pés do abertura Franco Giudice. No final, Moisés Duque completou a única conversão do time e reduziu a diferença para nove pontos. O time assinalou pontos no jogo também com Laurent Bourda-Couhet e Manuel Bernstein.


Uma estreia difícil depois de o time chegar ao Chile desfalcado de 11 jogadores – a maioria da primeira linha ou pilares – que se recuperam de Covid no Brasil e poderão ser reintegrados ao elenco assim que estiverem aptos ao jogo.


 Os Carboneros, como é conhecido o time uruguaio, marcaram seu primeiro try logo aos 7 minutos com o back Felipe Arcos Perez e se impuseram nos scrums (formação usada no recomeço de jogo) e mauls (disputa de bola em pé por três ou mais jogadores). Este domínio gerou várias oportunidades para o abertura Martin Roger, que confirmou seis penais e conversões, e fez o Peñarol se manter com vantagem no placar nos dois tempos da partida.


"No primeiro tempo, tivemos dificuldade de se posicionar no campo rival para lançar nosso ataque. A equipe não foi muito precisa na obtenção da bola, mas quando estava com ela era muito intensa, conseguia marcar pontos e permanecer viva. Estou satisfeito porque não perdemos a postura em nenhum momento, defendemos muito e atacamos até o último instante.  O empenho foi tanto que ainda conseguimos um ponto de bônus. Vamos aproveitar esses quatro dias até a próxima rodada para recuperar os atletas e ajustar detalhes importantes para nosso jogo", avaliou o head coach do Cobras, Emiliano Bergamaschi. 


Estreia de patrocínio

A estreia do Cobras XV também ficou marcado por mais um capítulo da longa parceria entre o rugby brasileiro e o Bradesco.


"A franquia Cobras foi idealizada a partir de consultas a fãs, jogadores e profissionais para ser uma marca identificada com a comunidade brasileira do rugby. O objetivo é manter o jogo de alto nível para nossos atletas selecionáveis. A adesão do Bradesco, nosso patrocinador máster, a esse novo projeto é um diferencial para buscarmos grandes resultados e uma maior visibilidade para a modalidade em nosso país", explica a CEO da Confederação Brasileira de Rugby (CBRu), Mariana Miné.


Além da marca exposta na camisa dos Cobras, o Bradesco e a CBRu co-criaram conteúdos para as redes sociais (Instagram, Twitter e Facebook) do Cobras e Brasil Rugby apresentando quem são os atletas, adversários, melhor em campo em cada partida e o impacto positivo da cultura do rugby no legado da modalidade.


Foto: Fotojump/CBRu

A parceria com o Bradesco rendeu importantes marcos para a modalidade como a promoção de dois amistosos internacionais da seleção brasileira masculina (Tupis) com a seleção neozelandesa All Blacks Maori e o clube de exibição Barbarians, mundialmente consagrados. Os dois eventos reuniram cerca de 50 mil pessoas no Estádio do Morumbi, em São Paulo, em 2018 e 2019.


Além disso, com a ajuda do banco, a CBRu bancou o Desafio Internacional de Beach Rugby, no Rio de Janeiro, entre 2014 e 2019 e fez uma parceira com a Rede Globo no projeto ‘Rugby: Todos Por Um’, série inédita do Esporte Espetacular, realizada em 2018, destacando a história e os valores da modalidade. Atletas das seleções e jovens promessas apareceram para contar sua relação com o rugby.


Além do Cobras Brasil XV, o Bradesco mantém mais um ciclo de incentivo às seleções brasileiras (Tupis e Yaras). O calendário deste ano reserva campeonatos como os Jogos Olímpicos de Tóquio, o Circuito Mundial Feminino de Sevens e as Eliminatórias da Copa do Mundo de XV Masculino.


Foto em destaque: Gaspafotos/SLAR

Nenhum comentário:

Postar um comentário