Atletas e comissão técnica da Esgrima do Brasil acreditam em evolução futura após a participação na Copa do Mundo de Sabre - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pesquisar:

Últimas Notícias

Atletas e comissão técnica da Esgrima do Brasil acreditam em evolução futura após a participação na Copa do Mundo de Sabre

Compartilhe



O Brasil terminou, neste domingo (14), sua participação na Copa do Mundo de Sabre, primeira competição internacional de esgrima após o início da pandemia, em Budapeste, na Hungria. Apesar dos resultados – as duas equipes caíram na primeira rodada –, os maiores objetivos parecem ter sido atingidos. Para os atletas, ganhar rodagem e voltarem a jogar competições após tanto tempo parados. Para a comissão técnica, observar onde os jovens ainda precisam evoluir.

Boa parte da equipe brasileira foi composta por atletas com idade juvenil. No feminino, por exemplo, a “veterana” é Karina Trois, com 23 anos, sendo que Luana Pekelman e Pietra Chierighini têm apenas 17 anos. No masculino, Bruno Pekelman, com 20 anos, será o representante do país no Pré-Olímpico, em abril, no Panamá. Matheus Becker, de 16 anos, teve na Hungria a primeira experiência em competições mundiais.

“Depois de 14 meses sem provas oficiais no Brasil, encerramos a participação de nossa jovem equipe de sabre masculino e feminino. Todo este esforço colherá seus resultados no Pré-Olímpico das Américas, no final de abril, no Panamá. Após este evento na Hungria, os técnicos têm a noção clara do trabalho a ser feito visando a corrida olímpica e o Mundial Juvenil e Cadete no Cairo, no próximo mês”, explica o mestre Régis Trois.

“A Copa do Mundo foi muito importante para o meu crescimento na esgrima. Poder jogar novamente em uma competição deste tamanho, após um ano sem competições e uma lesão que me trouxe oito pinos na fíbula, foi muito bom! Tenho muitos treinos pela frente e esta prova me mostrou meus pontos positivos e negativos”, reconhece Bruno Pekelman.

“A prova individual serviu totalmente para analisar como está o meu jogo e voltar às pistas. Já a prova por equipes serviu para ajustar todos os erros que apresentei no individual. Com certeza, foi uma evolução na carreira, no sentido de estar cada vez mais preparada para jogar o Pré-Olímpico”, explica Karina Trois.

Estágio na Geórgia

Bruno Pekelman, Luana Pekelman, Matheus Becker e o técnico Alkhas Lakerbai seguem agora para Tibilissi, na Geórgia, onde realizam um estágio de 15 dias de treinamento. Depois, Bruno retorna para a disputa do Pré-Olímpico, enquanto os demais seguem diretamente para o Cairo, no Egito, onde participam do Campeonato Mundial Cadete e Juvenil, entre 3 e 11 de abril.

“Lá, terei tempo para me dedicar nas lições que aprendemos nesta Copa do Mundo e assim chegar bem preparado ao Pré Olímpico”, ressalta Bruno.


Nesta semana, é a vez da Copa do Mundo de Espada, em Kazan (RUS), com a participação da equipe feminina, formada por Nathalie Moellhausen, Amanda Simeão e Marcela Silva.. O time masculino seguirá em treinamento na Itália.

Foto: FIE/Augusto Bizzi

Nenhum comentário:

Postar um comentário