Porta-voz do governo japonês rebate comentários sobre cancelamento e reafirma compromisso em realizar Olimpíada em julho - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Porta-voz do governo japonês rebate comentários sobre cancelamento e reafirma compromisso em realizar Olimpíada em julho

Compartilhe


O governo japonês reafirmou neste domingo (17) seu compromisso em organizar os Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio, que estão programados para ocorrer entre julho e setembro de 2021, numa tentativa de acalmar uma movimentação gerada pela imprensa internacional acerca de um possível cancelamento do megaevento.


"Decidimos os locais e a programação (para os Jogos), e as pessoas envolvidas estão trabalhando nos preparativos, incluindo o controle de infecções", disse o secretário-chefe do Gabinete, Katsunobu Kato, a um programa de televisão local, de acordo com a agência Kyodo News.


As garantias de Kato, o principal porta-voz do governo, vêm logo após uma matéria da Reuters, que gerou burburinhos dentro da organização olímpica. A agência tomou como base uma fala de Taro Kono, o ministro da reforma administrativa e regulatória do Japão, que disse que o destino dos Jogos "poderia ser qualquer um".


“O Comitê Olímpico deve estar pensando num plano B, plano C, mas a situação não é fácil”, disse Kono à agência mundial de notícias. Seus comentários rodaram o mundo e geraram muita repercussão, por ter sido a primeira vez que um membro do alto escalão do governo colocou em cheque a realização dos Jogos Olímpicos. 


Comitê Olímpico Internacional (COI) e Comitê Organizador sempre mantiveram otimismo quanto à organização da Olimpíada, mas essa visão tem sido posta em dúvida pela recente explosão de casos de coronavírus no Japão e em outros países do mundo, com Tóquio aderindo a um novo estado de emergência pelas próximas semanas. 


Uma pesquisa recente da Kyodo News mostrou que 80% da população japonesa acreditam que os Jogos não deverão ocorrer conforme o planejado este ano, devendo ser adiados ou cancelados. Nesta semana, um aliado do primeiro-ministro Yoshihide Suga sugeriu que uma decisão final sobre a realização dos Jogos deverá ser tomada no final de março.


Foto de capa: Kiyoshi Ota/Bloomberg

Nenhum comentário:

Postar um comentário