Surfista amador morre após ataque de tubarão e finais do Maui Pro mudam de local - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Surfista amador morre após ataque de tubarão e finais do Maui Pro mudam de local

Compartilhe


O surfista amador que foi atacado por um tubarão em Honolua Bay, na ilha de Mauí, no Havaí, não resistiu aos ferimentos e faleceu. A identidade do rapaz, que tinha entre 50 e 60 anos de idade, não foi revelada. Por conta do ocorrido, a WSL anunciou nesta quarta (09) que as finais do Maui Pro, a primeira etapa do circuito mundial feminino de surfe, que já haviam sido adiadas, serão realizadas em uma nova ilha do arquipélago havaiano.


O local que surge como favorito para abrigar as baterias finais da competição é Pipeline, na ilha de Oahu, onde está sendo disputada nesta semana a primeira etapa do circuito masculino de surfe. Caso isso ocorra, será a primeira vez na história que a elite feminina participará de uma competição oficial no templo sagrado do surfe. A definição da sede alternativa será divulgada pela WSL em breve.



Com passaporte carimbado para os Jogos Olímpicos de Tóquio, Tatiana Weston-Webb é a única brasileira no circuito mundial de surfe feminino. Ela ainda está na disputa do Maui Pro, garantida nas quartas de final depois de superar duas baterias eliminatórias. A gaúcha enfrentará, ainda sem data definida, a estadunidense Sage Erickson, por uma vaga nas semifinais. 


Foto de capa: DLNR

Nenhum comentário:

Postar um comentário