Robert Scheidt conquista o bronze no Portugal Grand Prix de Vela





Robert Scheidt conquistou o terceiro lugar na classe Laser do terceiro Portugal Grand Prix de Vela – round 1. No sábado (12), em Vilamoura, o bicampeão olímpico fez duas regatas de recuperação para sustentar a posição construída ao longo do campeonato e subir ao pódio na prova que marca o encerramento da preparação desde ano visando a Olimpíada de Tóquio, em 2021. Com vaga garantida nos Jogos do Japão, está prestes a disputar o maior evento esportivo do planeta pela sétima vez, um recorde entre os atletas brasileiros. Mais uma honraria para o maior medalhista olímpico do país, com cinco pódios.


Para colocar a medalha de bronze no peito, Robert mostrou o talento e garra que marcam sua trajetória na vela. Teve dificuldades nas duas regatas desta sábado, mas conseguiu sair de situações difíceis e recuperar posições para cruzar a linha de chegada em 11° e 4° lugares. Com os resultados, encerrou sua participação no 3rd Portugal Grand Prix 43 pontos perdidos, com 20 de vantagem para o quarto colocado, o suíço Eliot Merceron. O título ficou com o francês Jean Baptist Bernaz (22pp), seguido pelo norueguês Hermann Tomasgaard (33). Curioso é que Scheidt e Bernaz são companheiros frequentes de treino no Lago Di Garda, na Itália, onde o brasileiro vive com a família.


“Consegui uma boa serie de regatas para construir a média de pontos que garantiu o terceiro lugar. O ponto positivo da participação no Portugal Grand Prix é que a velocidade está bastante boa. Também melhorei no vento em popa, ponto que precisava ajustar. Senti que evolui ao longo da série de regatas e estou muito contente por ter conseguido fazer essa competição em em ano difícil, tanto em relação aos deslocamentos como à quantidade de eventos, que diminuiu em função da pandemia. Disputar regatas no meio inverno europeu é um privilégio e terminar no pódio é bom resultado. Claro que sempre á margem para evoluir e seguirei trabalhando”, resumiu o atleta.


Scheidt conseguiu manter a regularidade em Vilamoura e construiu uma boa média de pontos ao velejar no top 10 em seis de oito regatas. Fez um 6° lugar na estreia, obtendo, no segundo dia, mais um 5° e um 6°. Na terceira rodada cruzou a linha de chegada em 3° e 8° lugares, fechando o campeonato com a quarta posição. Os únicos resultados destoantes foram o 16° na segunda prova do programa, que entrou como descarte para o brasileiro, e o 11° na penúltima regata. Ainda assim, seus resultados menos favoráveis estiveram no top 20 em uma disputa que envolveu 63 barcos.


Foto: Divulgação

Comente

Postagem Anterior Próxima Postagem