Pela terceira vez, duplas olímpicas decidirão o Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Pela terceira vez, duplas olímpicas decidirão o Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia

Compartilhe





A quinta etapa feminina do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia 20/21 terá uma final digna dos grandes eventos. Com dois títulos na temporada para cada lado, Ana Patrícia/Rebecca (MG/CE) e Ágatha/Duda (PR/SE) se enfrentarão na final do torneio que encerra o ano. No sábado (05), as duas duplas que representarão o Brasil em Tóquio venceram todos os jogos que disputaram no torneio que acontece no Centro de Desenvolvimento de Voleibol (CDV), em Saquarema (RJ). Esta será a terceira vez em cinco etapas que as equipes se encontram na final. 


A disputa pelo título da quinta etapa acontece na manhã deste domingo (06), por volta das 11h (de Brasília). Antes, às 10h, Elize Maia/Thâmela (ES) e Talita/Carol Solberg (AL/RJ), superadas nas semifinais, se enfrentam valendo a medalha de bronze.


Mesmo sem contar com público presente em razão dos protocolos de segurança sanitária, as partidas não ficaram sem torcida. Alguns fãs do vôlei de praia tiveram a oportunidade de acompanhar os duelos por meio da “Arquibancasa”. Acessando um convite virtual, os fãs interagiram com o animador e participaram de ações nos intervalos das partidas. O sistema foi exibido em telões na quadra central e trouxe animação e cores para dentro da competição. 


Os torcedores também puderam eleger as melhores jogadoras em quadra de cada partida das semifinais por meio de votação no site e aplicativo da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV). Rebecca e Ágatha foram as eleitas nos respectivos confrontos das semifinais. A disputa de bronze e ouro também contará com a votação. 


A primeira semifinal do dia teve a vitória de Ana Patrícia e Rebecca (MG/CE) sobre Elize Maia/Thâmela (ES) por 2 sets a 0 (21/18 e 21/10). O resultado positivo colocou a dupla, que é a atual campeã brasileira, na terceira final em cinco etapas na temporada. E a façanha foi celebrada por Rebecca. 


“Na etapa passada ficamos em terceiro, mas comemoramos como se fosse o ouro, pois foi um torneio muito difícil para nós. A Ana Patrícia ficou de fora de parte dos treinos para se recuperar da torsão, então precisamos nos concentrar mais a cada jogo. Chegamos em todas as semifinais até agora na temporada, e estar na quarta final é uma forma muito boa de encerrar esse ano”, disse Rebecca. 


No segundo jogo da noite Ágatha e Duda (PR/SE) repetiram o duelo da decisão da quarta etapa, e enfrentaram Talita e Carol Solberg (AL/RJ). As atuais líderes do ranking nacional conseguiram nova vitória por 2 sets a 0 - desta vez com parciais de 21/9 e 21/18 – e alcançaram a quinta final consecutiva na temporada. A bloqueadora Ágatha exaltou o objetivo alcançado. 


“Este tem sido um torneio especial e desafiador, especialmente para a mente. Apesar de termos ficado o período de isolamento sem jogar, nossa cabeça não parou, vivemos o adiamento das Olimpíadas, tem um fator psicológico nisso. Além disso colocamos o objetivo de chegar na final em todos os torneios que disputaríamos no ano após a retomada, e conseguimos alcançar. Esperamos mais um jogo muito equilibrado e emocionante contra a Ana e a Rebecca que devem estar muito animadas para mais uma final também”, contou a paranaense.


Foto: INOVAFOTO/CBV

Nenhum comentário:

Postar um comentário