Andressa de Morais é liberada para voltar a competir após cumprir suspensão por doping


Andressa de Morais do lançamento de disco já está liberada para competir novamente. Após ser pega em exame antidoping com SARM (substância anabolizante) nos jogos pan-americanos de Lima e ser suspensa preventivamente em setembro de 2019, foi divulgado um boletim oficial da unidade  dizendo que sua pena foi de 1 ano e 4 meses a partir da data do exame antidoping - início de agosto de 2019.


Com a suspensão já cumprida, Andressa já está inscrita no GP Brasil de atletismo, que será neste domingo (6) em São Paulo. um dos principais nomes do atletismo brasileiro, Andressa vinha de bons resultados como a medalha de prata na Diamond League em 2018 e a marca que foi anulada nos jogos pan-americanos por conta do doping, lhe daria a prata na competição e o bronze nos Jogos Rio 2016.


Sem índice, Andressa precisa atingir o índice olímpico até junho do ano que vem. A marca mínima para estar em Tóquio é de 63,50m.


Foto: Wagner Carmo/ Pan-american press/ CBAt


Comente

Postagem Anterior Próxima Postagem