Técnicos e atleta paranaenses do levantamento de pesos elogiam estrutura do Centro de Treinamento no Rio de Janeiro - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Técnicos e atleta paranaenses do levantamento de pesos elogiam estrutura do Centro de Treinamento no Rio de Janeiro

Compartilhe




Três esportistas do Paraná passaram nas últimas semanas pelo CT da Confederação Brasileira de Levantamento de Pesos, em Curicica, Zona Oeste do Rio de Janeiro. Recebidos pelo técnico da Seleção Brasileira, Dragos Stanica, os técnicos Hussein Oimari e Luis Gustavo Debertolis, e o atleta Vitório Carnelossi, puderam conhecer toda a estrutura do local e relataram a boa experiência obtida com este intercâmbio. 


Técnico e ex-atleta, campeão brasileiro em 1993, com 33 anos de carreira, Hussein Oimari é o responsável pela Escola Hussein Weightlifting, uma das mais respeitadas do Brasil. Em processo de inclusão do levantamento de pesos no Clube Sociedade Morgenau, em Curitiba, no Paraná, ele aproveitou a passagem pelo CT para conhecer replicar boas experiências na nova casa, que irá realizar o processo de filiação à Federação Esportiva de Levantamento de Pesos do Estado do Paraná. 


“Estamos montando um CT de levantamento de pesos olímpico. Vai ser o primeiro clube do Paraná a ter um espaço de levantamento de pesos para ajudar também aos outros esportes, como natação, judô, futebol, esgrima, entre outros. Tenho uma amizade bem longa com o Dragos. Vi como era o Centro de Treinamento, como ele trata as pessoas, como dá aulas. Foi excelente”, garante o experiente profissional. 


Vitório Carnelossi, atleta paranaense que utilizou o local durante as últimas semanas, fez rasgados elogios ao que encontrou na capital fluminense: “Achei a estrutura do CT muito boa! Equipamentos com qualidade e precisão que eu nunca tinha trabalhado antes. O Dragos foi extremamente receptivo, e tanto ele quanto a galera nos acolheram muito bem, fora saber que ele já nos conhecia e tinha planos para mim. Foi sensacional”, disse, empolgado, o atleta de 20 anos, com quatro de carreira. 


Segundo o atleta, este foi um mês de adaptação, pois o treinamento que realiza é bem diferente do que ele estava acostumado no Paraná: “Em um mês que já estou aqui, percebi melhoras técnicas muito significativas. Tenho muito a trabalhar ainda, é claro, mas esse mês de adaptação posso dizer que foi muito positivo. Aqui tem muito mais volume e intensidade nos treinos, o que é muito bom”. 


Técnico de Vitório no Paraná, Luis Gustavo Debertolis acredita que esse período vem sendo decisivo na carreira do atleta: “O fato de estar treinando com o Dragos e ter uma equipe competitiva próximo dele, fez com que o nível de exigência subisse a pontos mais extremos que os que tínhamos como parâmetro no Paraná. A competitividade durante o treino é algo muito novo para ele e isso tem sido sensacional. Eu também venho aprendendo muito com o Dragos e os outros atletas do CT”.


Foto: DIuvlgação

Nenhum comentário:

Postar um comentário