Organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio estimam perda de US$ 1,9 bilhão com adiamento - Surto Olímpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio estimam perda de US$ 1,9 bilhão com adiamento

Compartilhe

O adiantamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio por causa da pandemia de coronavírus pode ter custado cerca de US$ 1,9 bilhão. É isso que estimam os organizadores do evento, de acordo com uma publicação do jornal japonês Yomiuri, no último domingo (29). 

Até então US$ 13 bilhões foram gastos com o evento quadrienal, segundo dados informados pelo veículo. Mas o peso desse atraso só será dividido a partir do próximo mês, após longas discussões entre o governo metropolitano de Tóquio e o governo nacional, como disse o veículo. 

O relatório de custos do adiamento incluem o salário dos funcionários, além da introdução de novos sistemas para reembolso de ingressos, mas não incluem medidas contra a disseminação do coronavírus. 

Os organizadores haviam estimado originalmente que o atraso custaria cerca de US$ 2,88 bilhões, mas houve uma redução nos gastos após a simplificação de alguns eventos, como diz o relatório, segundo o jornal Yomiuri. 

Os Jogos Olímpicos de Tóquio foram reagendados para entre os dias 23 de julho e 8 de agosto de 2021. 

Foto: Jae C. Hong/Associated Press

Nenhum comentário:

Postar um comentário