Guia NBB 2020/21 - Minas - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia NBB 2020/21 - Minas

Compartilhe





Participações no NBB – 12

Melhor colocação – Terceiro lugar em 2008/09

Na temporada 2019/2020 –


Elenco

Armadores: #5 Davi Rossetto 1,85m 28 anos / #21 Luciano Parodi (URU) 1,90m 26 anos

Alas: #9 Rafa Moreira 2,00m 27 anos / #11 Gui Santos 1,97m 18 anos / #12 Samuel Ribeiro 2,03m 17 anos / #22 Shaquille Johnson (USA) 1,96m 29 anos / #32 David Jackson (USA) 1,92m 37 anos

Pivôs: #3 Felipe Queirós 2,02m 22 anos / #25 David Nesbitt (BAH) 2,05m 29 anos / #31 Tiago Dias 2,01m 19 anos / #6 Ronald 2,11m 28 anos / #13 JP Batista 2,06m 39 anos / #46 Augusto 2,01m 20 anos

Provável quinteto titular 


Destaque – JP Batista: O MVP da temporada 2018/19 está de volta após um ano jogando na França. Pivô de rara habilidade ofensiva e grande defensor, JP é a grande contratação do Minas para tentar pegar o título inédito. Sendo dono da posição 5 da equipe, ele vai ser ao lado de David Jackson o pontuador do time, além de dominar o garrafão com os seus rebotes. Aos 39 anos, a impressão é que ele ainda tem muita lenha para queimar e os pivôs adversários precisarão se virar para marcá-lo. 


O gringo – David Jackson: Outro veterano que foi contratado para esta temporada, David Jackson vem com status de protagonista. Vencedor por três vezes do prêmio do melhor estrangeiro da história, Jackson tem resistido ao tempo e se a explosão vista de anos atrás, ele se manteve letal nas bolas de 3, sua principal arma – média de 45% na carreira no NBB. Tem tudo para deixar o patamar ainda mais alto da equipe mineira quando chegar em dezembro, quando termina a liga mexicana onde ele está atuando no momento.


Fique de olho – Gui Santos: Revelação do basquete brasileiro e em uma posição carente no país (ala), Gui foi grande destaque no Sul-Americano Sub-17 e enquanto o David Jackson não chegar, ele deverá ter seus minutos aumentados na posição. Competindo em alto nível, poderá evoluir ainda mais fundamentos como arremesso e marcação e é outro nome a ser observado para o futuro da seleção brasileira.


Técnico – Léo Costa: Outro técnico da nova geração que surgiu no cenário nacional após anos de bom trabalho no Macaé. Em sua segunda temporada, ele busca consolidar seu trabalho no Minas com um título de expressão. O elenco foi reformulado, mas não perdeu qualidade, mantendo o mesmo nível ou até ficando mais completo do que o da temporada passada. Então, o Minas tem a obrigação de disputar o titulo em todas competições que entrar.


Análise: Na segunda temporada como o novo patamar de potência, o Minas continua na busca do sonhado título do NBB. Se a equipe perdeu nomes como o cestinha Leandrinho – que se aposentou – Alex, Tyrone, Gui Deodato, a equipe se reforçou com nomes no mesmo nível para continuar a figurar entre os melhores do campeonato – na temporada passada, terminou em quarto no NBB 2019/20.


A quadra estrangeira foi renovada e vem melhor do que nunca: O armador uruguaio Parodi, os estadunidenses Shaquille Johnson e David Jackson – só um dos melhores estrangeiros da história do NBB – e o Bahamense Nesbitt. Sem contar os nomes como os pivôs JP Batista - MVP do NBB em 2018 pelo Mogi – e Ronald. Uma equipe de alto nível, com um garrafão bem forte nos lados na quadra e mais força na linha ofensiva de 3 pontos e experiência na defesa. os Storms vem mais uma vez com força para enfim conquistar seu primeiro título do NBB.


Previsão: O Minas é dos favoritos a ficar entre os 4 primeiros na temporada regular. E nos playoffs, tem elenco para chegar longe e na temporada cheia que terá, vai ter a responsabilidade e obrigação de disputar títulos em todas as competições.  Olho nos mineiros!


Fotos:  Divulgação/LNB e Minas TC


Nenhum comentário:

Postar um comentário