Guia do NBB 2020/21 - Mogi - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Guia do NBB 2020/21 - Mogi

Compartilhe




 

Participações no NBB – 8

Melhor colocação – vice-campeão em 2017/18

Na temporada 2019/2020 – 5º

Elenco

Armadores: #2 Fúlvio 1,85m 39 anos / #5 Cassiano 1,87m 23 anos / #6 Pedro Silva 1,81m 22 anos / #14 Gabriel Ziggy 1,85m 18 anos

Alas: #32 Guilherme Lessa 1,78m 25 anos / #8 Luis Colina 1,91m 20 anos / #9 Dominique Coleman (USA) 1,93m 32 anos / #15 Leandro 1,90m 19 anos / #7 Rafael Previatti (URU) 2,00m 17 anos

Pivôs: #0 Douglas Santos 2,02m 22 anos/ #10 Fabrício 1,94m 35 anos / #13 Gustavo Luís 1,99m 18 anos / #16 Felipe 2,11m 20 anos / #20 Gruber 2,02m 35 anos / #21 Wesley Castro 2,02m 25 anos / #70 Ivan Neto 1,95m 17 ano/ #34 Douglas Kurtz 2,13m 33 anos

Provável quinteto titular



Destaque – Fúlvio: O Senhor Assistência, com 2091 passes para cesta, o maior na história do NBB nesse quesito, vai para mais uma temporada no Mogi e, mesmo veterano, tem mostrado vigor e sua maior virtude em quadra, a visão de jogo, continua afiadíssima. O elenco é mais modesto, mas os jogadores sabem que se colocarem bem receberão aquele passe açucarado pra fazer a cesta. É nisso que Fúlvio pode contribuir e fazer seus companheiros brilharem, como na temporada passada, onde o Mogi foi uma das surpresas da competição.


O gringo – Coleman:  Em sua terceira equipe em três temporada do NBB, Coleman vem pra ser um dos desafogos ofensivos do Mogi na posição 3. Com o elenco reduzido, ele deverá ter mais minutos do que nas suas antigas equipes (Minas e Paulistano) e deve fazer mais pontos tendo um armador como Fúlvio para municiá-lo.


Fique de olho – Douglas Santos: Após duas temporadas no Corinthians, o jovem ala-pivô foi um dos poucos destaques do Mogi no Campeonato Paulista, sendo bem acionado e concluindo bem os pick and rolls com Fúlvio. Deverá ser um jogador de muita utilidade na segunda unidade ou pode até figurar entre os titulares durante a temporada.



Técnico – Guerrinha: Atual "MVP dos técnicos", Guerrinha vai ter que montar um elenco tão competitivo quanto o da temporada passada, mas com menos material humano. Um grande desafio. No Paulista, foram duas vitórias em seis jogos, o que mostrou que o técnico terá trabalho para ajeitar a equipe durante o NBB. A aposta é que a juventude evolua tática e tecnicamente e que os veteranos deem conta do recado. Nada muito complicado para um dos melhores técnicos brasileiros há anos.


Análise: Depois do bom quinto lugar na temporada interrompida do NBB 2019/20, o Mogi perdeu peças importantes e como muitas equipes que vão participar dessa edição, a equipe vem renovada e apostando na juventude. A equipe tem um trunfo em seu banco de reservas, o técnico Guerrinha, eleito o melhor da última temporada e que tem capacidade de desenvolver as qualidades de seus atletas ao máximo.


O técnico também deve contar com a experiência de nomes como Fúilvio, Gruber - que, contundido, só estreia na temporada com o NBB em andamento - e o americano Dominique Coleman, unidos a bons valores que terão mais minutos em quadra como Douglas Santos, Gui Lessa, Colina e o uruguaio Rafa Privatti. O ala pivô Wesley Castro, que já ganhou o prêmio de jogador que mais evoluiu no NBB 2017/18, é uma das principais contratações do Mogi e será outro jogador que terá protagonismo na equipe paulista.


Mas a julgar pelo Paulista, Guerrinha terá muito trabalho já que a equipe não conseguiu chegar às semifinais. Sinal de alerta ligado e o pivô Douglas Kurtz vem para reforçar o garrafão mogiano das investidas adversárias. 


Previsão: Mesmo com a equipe renovada e atuação abaixo do esperado no Paulista, o Mogi tem boas chances de fazer uma campanha que o levará aos playoffs. Guerrinha é um dos grandes técnicos do basquete brasileiro e com um bom quinteto titular, deverá estar na fase decisiva do NBB.


Fotos: divulgação/LNB e Victor Lira/FPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário