Austrália pode perder bronze no revezamento 4x100m medley de Londres 2012 após caso de doping em reanálise - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Austrália pode perder bronze no revezamento 4x100m medley de Londres 2012 após caso de doping em reanálise

Compartilhe


Pela primeira vez em sua história olímpica, a Austrália pode perder uma medalha por doping. Isto porque o nadador Brenton Rickard, integrante do revezamento 4x100m medley australiano nos Jogos Olímpicos de Londres 2012, testou positivo para furosemida, um diurético ilegal, após retestes realizados pela Agência Mundial Antidopagem (WADA). Ele será julgado pela Corte Arbitral do Esporte (CAS) na próxima segunda-feira e, caso não seja inocentado, a equipe perderá o bronze conquistado na ocasião.


Rickard nadou a parcial de peito somente nas eliminatórias da prova, com um tempo de 59s95, e ajudou o país a chegar à final. Ao lado dele, estavam Hayden Soeckel, Matt Target e Tommaso D'Orsogna, que acabaram em quarto lugar nas baterias preliminares. Para a disputa da medalha, Rickard e D'Orsogna foram substituídos por Christian Sprenger e James Magnussen, respectivamente. 


A Austrália terminou na terceira posição, com 3m31s58, atrás de Estados Unidos (3m29s35) e Japão (3m31s26). Caso o doping se confirme após o julgamento, o resultado australiano será anulado, mesmo Rickard não tendo participado da prova, e a Grã-Bretanha, que foi a quarta colocada na ocasião, herdará o bronze.


Hoje já aposentado, o australiano disse que estava vivenciando "seu pior pesadelo", em e-mails enviados a seus ex-companheiros de equipe, publicados pelo jornal The Age, de Melbourne. Ele explicou que tomou medicamentos sem prescrição na semana anterior ao exame, em 2012, e que estes poderiam conter o diurético ilegal.


Ele também disse que lutará para que o resultado não seja anulado para que seus companheiros não percam a medalha olímpica. "Seria injusto e desproporcional, especialmente porque eu não nadei na final", escreveu ele, ainda de acordo com o The Age


Além do bronze em Londres 2012, Rickard conquistou duas pratas em Pequim 2008 (200m peito e 4x100m medley), 14 medalhas em Mundiais (oito de Longa e seis de Curta), três pódios em Pan Pacífico e oito nos Jogos da Commonwealth. Ele também chegou a ser o detentor do recorde mundial dos 100m peito, com 58s58, em 2008.


Foto de capa: Al Bello

Nenhum comentário:

Postar um comentário