Organizadores afirmam que economizaram US$ 280 do orçamento para Olimpíadas de Tóquio - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Organizadores afirmam que economizaram US$ 280 do orçamento para Olimpíadas de Tóquio

Compartilhe

De acordo com um relatório dos organizadores dos Jogos Olímpicos de Tóquio, foi possível economizar US$ 280 milhões ao simplificar e cortar alguns gastos do evento adiado para 2021 por causa da pandemia de coronavírus. O documento foi revelado durante uma videoconferência entre o Comitê Olímpico Internacional e as autoridades do governo japonês na última quarta-feira (7). 

A economia conquistada representa cerca de 2% do orçamento oficial das Olimpíadas de Tóquio, que conta com US$ 12,6 bilhões no total. No entanto, de acordo com um estudo realizado pela Universidade de Oxford, na Inglaterra, os gastos do Jogos de Tóquio estão em US$ 15,84 bilhões, o que torna esta edição a mais cara da história. 

Porém, Gakuji Ito, o diretor financeiro das Olimpíadas de Tóquio, reconheceu que os números referentes à economia de custos é apenas uma estimativa.

“A forma como calculamos as reduções de custos é algo sem precedentes e uma iniciativa que ninguém experimentou”, disse Ito, falando em japonês na reunião. “Do ponto de vista administrativo, lutamos muito". 

Aproximadamente 50 cortes foram propostos para que fosse possível alcançar uma economia. Entre eles estão mudanças de equipamentos e reconfiguração de locais; menos faixas decorativas; uma redução de 10% a 15% no tamanho das delegações das “partes interessadas”; redução nas áreas de hospitalidade; suspensão na produção de fantasias de mascote; e cancelamento das cerimônias oficiais de boas-vindas das equipes.

Yoishiro Mori, o presidente do comitê organizador e ex-primeiro-ministro japonês, falou sobre a necessidade de reduzir os gastos extras nos jogos, apontando diretamente para o orçamento direcionado aos convidados do evento. 

“Todas as noites em algum lugar há uma festa”, disse Mori. “E quase todas as mesmas pessoas se reúnem nas festas e recepções. Estes foram reduzidos em número e escala. Todas as noites havia uma recepção, mas agora não será toda noite. Este será um bom modelo para futuros organizadores", revelou. 

Já Toshiro Muto, diretor-executivo dos Jogos de Tóquio, afirmou que ainda não é possível informar com precisão qual o tamanho do gasto adicional ocasionado pelo adiamento do evento para 2021. 

“Estamos em processo de fazer isso, calcular isso”, disse Muto. “Ainda não podemos fornecer um número concreto". 

Foto: Du Xiaoyi/AP

Nenhum comentário:

Postar um comentário