Henrique Avancini e Raiza Goulão dominam o Brasileiro de Mountain Bike 2020 - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Henrique Avancini e Raiza Goulão dominam o Brasileiro de Mountain Bike 2020

Compartilhe





Henrique Avancini e Raiza Goulão conquistaram no sábado (31/10) o título do Campeonato Brasileiro de Mountain Bike, realizada no Instituto Mairiporã, em São Paulo. 


Embalado pela excelente temporada e pelo posto de atleta número 1 do mundo no ranking internacional, Henrique Avancini precisou de equilíbrio e experiência para administrar o tempo perdido com um pneu furado, recuperar o tempo perdido e reestabelecer a liderança da corrida para cruzar a linha de chegada escapado após 4 voltas com 1h15min45seg.


"Quando são as férias? Estou precisando", brincou Avancini. " O dia foi duro. Teve muita emoção. Estou feliz porque é uma honra conquistar o título nacional. Não apenas pela vitória, mas por ter o direito de carregar a bandeira do brasil nos eventos internacionais. É bastante simbólico e estou bastante aliviado. A carga dessas provas no Brasil para mim é bem maior. Parece que se eu não ganhar, eu não tive boa performance. E não é assim, porque os adversários também se preparam bem, ainda mais quando vale um título nacional. Não é fácil me manter motivado e em boa forma. E também não foi fácil hoje, principalmente pela temporada e por ter um furo de pneu", disse Avancini.


A disputa entre os homens ficou marcada pela determinação e raça dos atletas Henrique Avancini e José Gabriel (Corinthians Audax Team) que duelaram do início ao fim em busca do título nacional. Avancini comemorou seu 17º título nacional, enquanto José Gabriel completou em segundo lugar a 18s, seguido por Luiz Henrique Cocuzzi (Lar), na terceira posição a 4min57seg.


"Sabia que eu tinha que pressionar o Avancini desde o começo e tirá-lo da zona de conforto. Consegui apertar ele e ele acabou errando, furando o pneu em uma região com pedras da pista. Porém, não observei que ele havia furado e fizemos a trilha juntos, só percebendo o fato quando ele parou no ponto de apoio para trocar a roda. Quando você tem 1% de chance você tem que arriscar. Tentei, dei meu máximo para ele não chegar descansado perto de mim. Ele atacou em uma parte onde eu sofria mais do que ele. Tive cabeça, mas sabia que tirar 10 segundos do Henrique é difícil. Estou muito satisfeito com minha colocação", avaliou Zé Gabriel.


Feminino


No feminino, Raiza Goulão (Corinthians Audax Team) voltou ao topo do pódio após superar uma temporada difícil em 2019. A goiana liderou a prova de ponta a ponta e cruzou a linha de chegada muito emocionada comemorando o seu quarto título brasileiro na Elite com o tempo de 1h25min29seg.


Leticia Candido (Specialized Racing BR) fez uma prova de perseguição e conseguiu colocar bastante pressão durante alguns momentos, mas acabou terminando na segunda colocação com apenas 34 segundos de diferença. A terceira colocação ficou com Hercília Najara (TSW Racing Team), que ficou a 1min55seg.


"O Brasileiro em 2019 foi em condições totalmente diferentes para mim. Tive que brigar contra o meu próprio corpo naquele ano. Agora, estou retomando aos poucos, com a cabeça mais madura. Fiz uma corrida diferente hoje (sábado) aqui em Mairiporã, porque às vezes mesmo não estando na sua melhor performance, fazer uma boa estratégia pode ser a diferença. Estou muito feliz com meu quarto título na elite e em poder voltar a usar a camiseta de campeã nacional. Devo isso a toda minha equipe multidisciplinar que está comigo desde o ano passado me dando todo suporte", vibrou Raiza Goulão.


Foto: CBC/Luis Cláudio Antunes

Nenhum comentário:

Postar um comentário