Osasco Vôlei investe no potencial da jovem oposta Karine Schossler - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Osasco Vôlei investe no potencial da jovem oposta Karine Schossler

Compartilhe

A oposta Tandara disputou a primeira Superliga em 2005, aos 16 anos. Na temporada 2007/2008, chegou a Osasco, onde conquistou seu primeiro título: o Paulista 2007. Já a ponteira Natália não havia completado 15 anos quando deixou a casa dos pais, em Joaçaba, Santa Catarina, para disputar sua primeira Superliga, em 2004. Em comum, as duas atletas, hoje grandes nomes do Brasil para a Olimpíada de Tóquio, tinham a orientação do técnico Luizomar, responsável também pela primeira convocação de ambas para a seleção brasileira de base. O DNA formador do treinador se reflete no trabalho no Osasco Vôlei há anos. E segue na temporada 2020/21.

O clube mais tradicional do vôlei feminino do país confirma a contratação de Karine Schossler. Aos 20 anos e 1,81 metro de altura, a atleta chega com a missão de ser a segunda oposta da equipe que tem como titular ninguém menos que Tandara. “A Karine é uma menina de muito potencial e vamos trabalhar para que ela desenvolva ao máximo suas habilidades. Osasco tem o DNA formador e ela chega para se juntar ao nosso grupo, que já conta com jovens jogadoras de muito talento, como a Amanda e a Karyne. Isso sem contar nomes como a Kika, Mayany, Gabi e Tai Santos, que apesar da pouca idade, já representam muito para o esporte”, afirma o treinador.

Gaúcha nascida em Ijuí, Karine Schossler já vinha treinando em Osasco, esperando a chance de ser efetivada. “Comecei aos 13, de forma despretensiosa. Aos 15, saí de casa para o mundo do voleibol. Foi onde me encontrei. Faço o que mais gosto e estou feliz pela oportunidade de defender um clube tão grande como Osasco. Quero agradecer ao Luizomar por essa oportunidade única”, declara a oposta, que defendeu a equipe do Asa Vôlei Valinhos na temporada passada da Superliga.

Foto: FOTOJUMP/João Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário