Julgamento de Rafaela Silva no CAS para recorrer de pena por doping dura 8 horas - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Julgamento de Rafaela Silva no CAS para recorrer de pena por doping dura 8 horas

Compartilhe


A judoca Rafaela Silva teve um longo dia nesta quinta-feira (10). Em uma audiência, realizada de forma virtual, que durou mais de 8 horas, a judoca ao lado do advogado Marcelo Franklin fez sua defesa do recurso para que sua punição por doping de 2 anos fosse diminuída ou revertida.

Ainda não há uma previsão para quando o resultado do julgamento será divulgado. Pode ser em algumas semanas, mas ao mesmo tempo é possível que demore mais do que o normal por conta da pandemia do novo coronavírus.

Segundo o site ge, Rafaela fez um curto depoimento durante a audiência. Além da atleta participaram da audiência por videoconferência algumas testemunhas de defesa, além dos advogados Marcelo Franklin e Thomaz Paiva, do bioquímico Fernando Fonseca e do médico Ronaldo Abud. 

O objetivo da defesa é comprovar a origem da substância (fenoterol) que entrou no corpo da judoca durante os Jogos Pan-Americanos e, assim, conseguir a redução da pena de acordo com o grau de negligência.

Pelas regras do código antidoping, os atletas são responsáveis por tudo que ingerem e, mesmo que a ingestão não tenha sido proposital e/ou que não haja ganho técnico ou esportivo com a substância, há a punição por negligência.

Rafaela Silva precisa diminuir sua punição para no máximo 18 meses. Se ela não for reduzida, a judoca campeã olímpica ficará fora dos Jogos de Tóquio - a punição conta a partir de agosto de 2019, quando ela foi pega em exame antidoping durante os Jogos Pan-americanos de Lima.

Foto: Pedro Ramos/Rededoesporte.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário