Em atuação impecável, Damiris faz 28 pontos e comanda vitória do Lynx sobre Sky na WNBA - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Em atuação impecável, Damiris faz 28 pontos e comanda vitória do Lynx sobre Sky na WNBA

Compartilhe

Uma noite de quarta-feira histórica para Damiris Dantas. A brasileira fez a maior pontuação de sua carreira na WNBA, ao anotar 28 tentos na vitória do Minnesota Lynx sobre o Chicago Sky, por 86 a 83. Ela foi a cestinha do duelo e teve uma atuação impecável ofensiva e defensivamente, sendo a responsável por roubar a bola do último ataque adversário, garantindo o 12º triunfo de sua equipe.

Em seis anos atuando na principal liga de basquete feminino do planeta, a brasileira só havia ultrapassado a barreira dos 20 pontos em um mesmo jogo em três oportunidades. Seu recorde era de 22, anotado duas vezes (em 2017 e em 2019). Nesta temporada, sua melhor marca havia sido de 19 pontos, registrados há duas semanas na vitória sobre o Phoenix Mercury.

Damiris esteve em quadra por 32 minutos nesta quarta-feira, flutuando como pivô e ala. Ela teve um aproveitamento de 100% nos arremessos de três (5/5), e de 76,9% nas bolas de quadra (10/13), errando apenas um lance livre de quatro tentados. Além dos 28 pontos, a brasileira pegou sete rebotes e roubou três bolas, incluindo a decisiva, da última jogada do Sky.


Além do recorde pessoal, Damiris também tornou-se a atleta estrangeira que mais fez pontos com a camisa do Minnesota Lynx em todos os tempos, superando a russa Svetlana Abrosimova, que havia anotado 27 pontos duas vezes em 2001.

Matematicamente classificado para os playoffs, o Lynx entra na reta final da temporada regular brigando pelas duas primeiras posições da liga, para se garantir diretamente nas semifinais. A equipe é a quarta colocada, com 12 vitórias e cinco derrotas. O Seattle Storm é o líder (13-3), seguido por Las Vegas Aces (12-4) e Los Angeles Sparks (12-4). O Sky chegou à sétima derrota e é o quinto.

Damiris e companheiras de Lynx voltam a atuar na sexta-feira (04), às 21h, contra o Dallas Wings, oitavo colocado da liga, que tem seis vitórias e dez derrotas. No mesmo dia, mas às 20h, o Sky entra em quadra para duelar contra o Washington Mystics (4-11). Todas as 22 partidas de cada equipe acontecem em Bradenton, na Flórida.


O jogo
O Minnesota iniciou a partida com uma corrida de 8 a 0, se mantendo estável durante todo o primeiro quarto, mesmo vislumbrando uma recuperação do Sky, e encerrou o primeiro período com 28 a 24 de vantagem.

A segunda parcial foi morna. A defesa do Lynx conseguiu anular a armadora adversária, Courtney Vandersloot, e manteve efetividade no ataque, aumentando a vantagem da equipe para dez (50 a 40) ao final do período. Damiris encerrou o primeiro tempo com 11 pontos (3/3 nas bolas de três) e dois rebotes.

O Minnesota voltou frenético do intervalo e chegou a abrir 18 pontos de frente (62 a 44), mas passou a cometer muitos erros defensivos e o Sky conseguiu uma bela reação, diminuindo a desvantagem para dois pontos (64 a 62) em dado momento. Se Vandersloot foi anulada no segundo período, ficou solta no terceiro e comandou a escalada, tendo destaque ao lado de Cheyenne Parker. 

Na reta final da terceira passagem, o Lynx acordou e fechou o quarto com 72 a 64. Damiris chegara aos 20 pontos e cinco rebotes, seu melhor desempenho na temporada. Com Napheesa Collier apagada, a vantagem da equipe da brasileira logo se desfez na metade do último quarto (77 a 74). Damiris seguiu firme e cravou duas bolas de três consecutivas em busca da vitória.



A tônica do jogo tornou-se essa por alguns momentos, mas o Lynx retomou o controle do jogo e administrou o placar até o minuto final. A equipe tinha 85 a 78 de frente na última volta do ponteiro, além da posse de bola, mas cometeu dois erros e viu a vantagem cair para dois pontos (85 a 83) a 34 segundos do fim. 

A bola ainda era do Lynx, com a chance de um ataque para definir o jogo, mas Collier cometeu uma falta ofensiva e deu a chance da última bola para o Sky. Vandersloot ficou com a posse, foi para o garrafão, mas numa confusão, Damiris tornou-se a heroína e conseguiu o roubo. Na sequência, falta para o Lynx e jogo encerrado.

Foto de capa: Ned Dishman/NBAE via Getty Images

Nenhum comentário:

Postar um comentário