CBF anuncia Aline Pellegrino e Duda Luizelli como coordenadoras de futebol feminino e iguala premiação entre homens e mulheres - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

CBF anuncia Aline Pellegrino e Duda Luizelli como coordenadoras de futebol feminino e iguala premiação entre homens e mulheres

Compartilhe


A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) anunciou importantes mudanças no futebol feminino, em coletiva realizada nesta quarta-feira em sua sede, no Rio de Janeiro-RJ. A primeira foi a nomeação de Aline Pellegrino e Duda Luizelli como coordenadoras da categoria. As duas substituem Marco Aurélio Cunha, que saiu em junho.

Aline, ex-zagueira medalhista olímpica em Atenas 2004, ficará  no comando da nova pasta da CBF, que terá foco nas competições de futebol feminino. Ela será responsável pela supervisão e desenvolvimento da modalidade: 

"A conversa foi muito pautada na vontade da CBF de querer fazer mais pelo futebol feminino, de querer avançar. E não é de hoje. É desde a chegada do Presidente Rogério Caboclo, com a contratação da Pia (Sundhage), são várias ações que a gente pode pontuar. O Rogério deixou isso muito claro. Esse é mais um passo que estamos dando. Já fizemos bastante coisa, estamos fazendo mais e temos ainda mais coisas para construir juntos", disse Aline.

Já Duda, também ex-jogadora, ficará exclusivamente na coordenação das seleções femininas, a primeira na história a assumir o cargo. “Quando o presidente Rogério Caboclo falou que o objetivo da CBF era o apoio total ao futebol feminino e que gostaria de fazê-lo o melhor do mundo também, o meu olho brilhou e vi que era eu a pessoa para estar aqui. Quero contribuir com o Presidente Rogério Caboclo em busca desse objetivo, e é por esse motivo que estamos aqui. Agora, é trabalhar bastante”, destacou ela, que foi coordenadora do futebol feminino do Internacional.

Outra novidade pode ser considerada histórica, já que o presidente da CBF anunciou que todas as premiações pagas para as seleções masculina e feminina serão equiparadas, ou seja, as jogadoras receberão o mesmo que os jogadores por diárias e premiações nas próximas competições da seleção:

“Desde março deste ano, a CBF fez uma igualdade de valores em relação a prêmios e diárias entre o futebol masculino e feminino. Ou seja, as jogadoras ganham a mesma coisa que os jogadores durante as convocações. Aquilo que eles recebem por convocação diária, as mulheres também recebem. Aquilo que elas vão ganhar pela conquista ou por etapas das Olimpíadas ano que vem será o mesmo que os homens vão ter", revelou o Presidente Rogério Caboclo.

foto: Lucas Figueiredo/CBF

Um comentário:

  1. É Garrido do alquimiadoesporte.blogspot.com. A primeira referência a ser destacada sobre vocês é quanto a cobertura da grande quantidade de esportes praticados no Brasil e a a segunda é sobre o conteúdo das matérias. Excelência, seriedade, confiabilidade e tantos outros valores do esportes mostram que vocês estão no caminho certo, principalmente por saber que temos 500 esportes praticados no país, cada um com a sua história, criando vida própria e seus ídolos. Um grande abraço.

    ResponderExcluir