Adiamento de Tóquio 2020 renova chances da tenista Coco Gauff na busca pela vaga nos Jogos - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Adiamento de Tóquio 2020 renova chances da tenista Coco Gauff na busca pela vaga nos Jogos

Compartilhe

A estrela do tênis Coco Gauff admite que o adiamento dos Jogos Olímpicos para 2021 aumentou suas chances de chegar a Tóquio 2020 - algo que ela diz ser "definitivamente o objetivo".

Falando em janeiro, a estadunidense revelou que representar seu país nas Olimpíadas é um de seus objetivos para o ano, mas admitiu que enfrentou uma batalha difícil para garantir uma das quatro vagas oferecidas.

Nesse estágio, a adolescente era o número cinco dos Estados Unidos, mas com uma distância considerável da quarta colocada, Madison Keys.

Devido a restrições que impedem o esgotamento dos jovens jogadores, Gauff, que completou 16 anos em março, teve um número limitado de torneios para acumular pontos antes do ponto de corte da qualificação em junho.

Mas com os Jogos agora programados para acontecerem em 2021 devido à pandemia do Covid-19, o número 51 do mundo tem mais tempo para selar uma vaga nas Olimpíadas.

Isso "definitivamente aumenta muito minhas chances [de entrar para a equipe olímpica]", disse Gauff em comentários relatados pelo site da equipe dos EUA. “Eu não gostaria que uma pandemia inteira ajudasse nisso, mas definitivamente aumenta muito minhas chances.

"Ao mesmo tempo, considerando as circunstâncias agora, a saúde é mais importante, então não estou tentando pensar muito nisso porque a vida das pessoas ainda está em risco e não acho que seria justo para mim ser como se minhas chances estivessem aumentando por causa de uma situação terrível. "

Gauff entrou em cena no ano passado em Wimbledon, onde chegou às manchetes com uma vitória no primeiro turno sobre a compatriota Venus Williams, depois de passar pela qualificação.

Sua notável sequência foi encerrada pela eventual campeão Simon Halep da Romênia nas oitavas de final, antes de impressionar no US Open, quando chegou à terceira rodada.

Gauff também se tornou a mais jovem vencedora do torneio da Associação de Tênis Feminino (WTA) desde Nicole Vaidisova, da República Tcheca, em 2004, quando venceu o Linz Open na Áustria aos 15 anos.

Sua boa forma continuou no início de 2020, quando ela derrotou Williams e Naomi Osaka em seu caminho para a quarta rodada do Australia Open. Quando questionada sobre suas esperanças para as Olimpíadas nessa fase, Gauff disse: "Espero que eu possa subir no meu ranking e me classificar.

"Tenho quase certeza de que só tenho três torneios antes do Aberto da França, então vai ser difícil. Vou tentar o máximo possível. Eu definitivamente quero jogar as Olimpíadas. Isso seria muito legal" comentou.

Após a eclosão do Covid-19, o jogo foi suspenso por vários meses antes de Gauff retornar à ação no início de agosto. Em seu primeiro torneio desde o Aberto da Austrália, Gauff chegou às semifinais no Top Seed Open em Kentucky.

Entretanto, a tenista perdeu nas oitavas de final no Cincinnati Masters antes de ser eliminado na primeira fase do US Open, perdendo em três sets para a letã Anastasija Sevastova.

O novo ponto de corte para a qualificação olímpica é 7 de junho de 2021 e atualmente há sete americanos à frente de Gauff no ranking WTA; Sofia Kenin, Serena Williams, Keys, Alison Riske, Amanda Anisimova, Sloane Stephens e Jennifer Brady.

Foto: Hannah Mckay/Reuters

Nenhum comentário:

Postar um comentário