Sophia Popov, atual 304ª do mundo, vence Women's British Open, seu primeiro título de Major na carreira - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Sophia Popov, atual 304ª do mundo, vence Women's British Open, seu primeiro título de Major na carreira

Compartilhe

Uma história de conto de fadas. Isso define a trajetória da golfista alemã Sophia Popov até o título do Women's British Open neste domingo (23), Major disputado na Escócia, dentro do Royal Troon Golf Club. Há duas semanas, ela não estava garantida no evento e conquistou a classificação após um top-10 alcançado no Marathon Classic, em que ela só disputou porque várias atletas de alto escalão não puderam comparecer por conta da pandemia de coronavírus.

De quebra, Popov faturou o prêmio de US$ 675 mil (cerca de R$ 3,8 milhões), um valor seis vezes maior de tudo que ela já havia faturado anteriormente durante sua carreira. Além disso, a atleta alemã enfrenta há seis anos a doença de Lyme, transmitida por carrapatos e causada pela bactéria Borrelia burgdorferi, que causa constantes dores no corpo, fadíga, erupção cutânea e fraqueza. 

Na quarta rodada, Popov, que tinha três tacadas de vantagem, iniciou seu jogo cometendo um bogey. Porém, nos buracos 2 e 3, ela efetuou birdies, que lhe deram maior segurança. ela seguiu regular durante toda a partida, fazendo mais três birdies, (6, 15, 16), fechando sua participação com outro bogey, no buraco 18. 

Ela concluiu o percurso de 72 buracos em quatro rodadas com 277 tacadas (70-72-67-68), das 284 previstas, abrindo dois de vantagem para a segunda colocada, a tailandesa Thidapa Suwannapura (-5). 

“Há muito trabalho árduo por trás disso, muitas lutas pelas quais passei, especialmente em relação à saúde”, disse a golfista de 27 anos durante a cerimônia de premiação. 

“Eu tive muitos obstáculos no meu caminho, então estou feliz por ter continuado, mesmo com eles. Quase parei de jogar no ano passado. Graças a Deus não parei”, revelou.

“É uma história incrível pessoalmente para mim”, disse Popov. “É por isso que acho que errei no buraco 18, porque era algo com que eu não poderia ter sonhado apenas uma semana atrás".

Na terceira colocação ficou a australiana Minjee Lee, com -3. Completam o top-5, a sul-coreana Imbee Park (-1), na quarta posição e a estadunidense Austin Ernst, que empatou com o par do campo. 

Foto: AP

Nenhum comentário:

Postar um comentário