Saiba mais sobre a fórmula de disputa e o que está em jogo na FedEx Cup, série de eventos de golfe que começa nesta semana - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Saiba mais sobre a fórmula de disputa e o que está em jogo na FedEx Cup, série de eventos de golfe que começa nesta semana

Compartilhe

Inserido no mundo do golfe desde 2007, a FedEx Cup é um conjunto de eventos que fecham a temporada do PGA Tour, assim como é feito por exemplo, no tênis, com o ATP Tour Finals, que reúne os melhores jogadores do ano.

No entanto, a FedEx Cup é disputada em um formato pecúliar, sendo pioneira ao apresentar um modelo de playoffs no golfe. Após a conclusão do Wyndham Championship, torneio que encerra a temporada regular do PGA Tour, os 125 golfistas que mais somaram pontos específicamente neste circuito durante o período, ficam elegíveis para a disputa da série de três campeonatos.

Enquanto disputam esses torneios o ranking continua em andamento, com os golfistas ainda somando pontos, que serão determinantes na disputa pelo título. Os campeões nos dois primeiros torneios da série recebem 2 mil pontos na classificação do circuito, chamada de Ranking da FedEx Cup (não confundir com o ranking mundial de golfe).

Esta série consiste na competição em três torneios para a definição do campeão, ocorrendo um corte progressivo ao longo dos eventos. Isso significa que apenas uma parte dos 125 jogadores elegíveis chegarão ao campeonato final. 

Vale lembrar que nenhum dos campeonatos da série contará com a presença de público, por conta da pandemia de coronavírus. 

O primeiro torneio da série é o The Northern Trust, realizado no TPC Boston, em Massachusetts, nesta semana, entre os dias 20 e 23 de agosto. Ele contará com os 125 golfistas que mais pontuaram durante a temporada. Caso algum deles não possa jogar, não haverá susbtituto. 

Após os 36 primeiros buracos do torneio, haverá um corte que reduzirá a capacidade do campo para 70 golfistas. No final do torneio, os 70 melhores do ranking da FedEx Cup, avançam para o segundo torneio da série.

Na semana seguinte, entre os dia 27 e 30 de agosto, ocorre o BMW Championship, no Olympia Fiels, em Illinois. O evento terá a participação dos 70 golfistas que sobreviveram ao torneio anterior. Neste caso, não haverá corte ao fim da segunda rodada.

Dos 70 atletas, apenas os 30 melhores no ranking se classificam para o Tour Championship, entre 4 e 7 de setembro, no East Lake golf Club em Atlanta. Este é o torneio final da série, disputado em um formato mais específico ainda, contando com uma lista de privilégios

O líder do ranking da FedEx Cup já entra no Tour Championship com dez tacadas abaixo do par do campo. O segundo colocado começa o torneio com -8. O terceiro terá -7. O quarto iniciará com -6 e pro fim, o quinto fica com -5 em relação a previssão do percurso. 

Golfistas entre a sexta e a décima colocação iniciam com -4. Do 11º ao 15º o privilégio é de -3. Jogadores posicionados entre 16º e 20º começam com -2 e por fim, do 21º ao 25º a vantagem em relação ao campo é de -1. Aqueles que ficaram entre 26º e 30º começam no par. 

Após quatro dias e a disputa de 72 buracos, aquele que terminar o torneio na liderança, vence o Tour Championship e será coroado campeão da FedEx Cup 2020, recebendo o trófeu e uma premiação de US$ 15 milhões (cerca de R$ 83 milhões). Além disso, o triunfo rende ao golfista a isenção automática de seu card do circuito por cinco anos.

A premiação total do evento é de US$ 70 milhões (cerca de R$ 386 milhões), que são distribuídos gradativamente, de acordo com o posicionamento final de cada golfista. 

Os 125 atletas que participarem dos playoffs da FedEx Cup têm seus respectivos cards assegurados para a temporada seguinte.

Esqueça esse cenário cheio de pessoas. A FedEx Cup 2020 não receberá público. Foto: Adam Hagy/USA TODAY Sports

Golfistas notáveis classificados

Entre os 125 atletas garantidos na FedEx Cup, o maior destaque é o estadunidense Justin Thomas, jogador que mais somou pontos para o ranking do PGA Tour (2,458). Na segunda colocação está Collin Morikawa, também dos Estados Unidos, atual campeão do PGA Championship, com 1.902 pontos. 

O primeiro "não estadunidense" na lista é o sul-coreano Sungjae Im, na quinta posição (1.633). Líder do ranking mundial de golfe, o espanhol Jon Rahm foi o décimo atleta que mais fez pontos no PGA Tour (1.295). Na sua frente, ocupando a oitava colocação, está Rory McIlroy, adversário de Rahm pelo topo do ranking mundial, com 1.327 pontos somados na temporada. 

Tiger Woods também está classificado para a FedEx Cup, sendo o 49º atleta com mais pontos entre os 125 elegíveis. Ele fez 604 pontos ao longo desta temporada. 

Três golfistas sul-americanos vão disputar a FedEx Cup 2020. O colombiano Sebastián Munõz, 16º atleta com mais pontos no PGA Tour (1.045); o chileno Joaquin Niemann, 26º, (878) e o argentino Emiliano Grillo, 92º, (373)

Campeões da FedEx Cup

Tiger Woods e Rory McIlroy são os maiores campeões da FedEx Cup. Ambos venceram o evento em duas oportunidades. Woods em 2007 e 2009 e McIlroy em 2016 e 2019. 

Em 13 edições disputadas, apenas cinco vezes o campeão da FedEx Cup não foi um golfista estadunidense. 

Confira a lista completa de campeões

2019 - Rory McIlroy - Irlanda do Norte

2018 - Justin Rose - Inglaterra

2017 - Justin Thomas - Estados Unidos

2016 - Rory McIlroy - Irlanda do Norte

2015 - Jordan Spieth - Estados Unidos

2014 - Billy Horschel - Estados Unidos

2013 - Henrik Stenson - Suécia

2012 - Brandt Snedeker - Estados Unidos

2011 - Bill Haas - Estados Unidos

2010 - Jim Furky - Estados Unidos

2009 - Tiger Woods - Estados Unidos

2008 - Vijay Singh - Fiji

2007 - Tiger Woods - Estados Unidos

Foto: Butch Dill/USA TODAY Sports

Nenhum comentário:

Postar um comentário