Giovana Santos treina com o objetivo de confirmar seu potencial nos 400 m no Atletismo - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Giovana Santos treina com o objetivo de confirmar seu potencial nos 400 m no Atletismo

Compartilhe

A paulista Giovana Rosália dos Santos, da Associação Prudentina de Atletismo (APA), é uma das maiores esperanças do País na prova dos 400 m. Apesar de uma contusão no ano passado no tendão de Aquiles, ela conseguiu o melhor resultado da carreira, com o tempo de 53.38, quando obteve o segundo lugar no Grande Prêmio Brasil, em Bragança Paulista, no dia 28 de abril.

A corredora, que completa 20 anos no sábado (8/8), começou a se destacar no atletismo no Campeonato Mundial Sub-18, no Estádio Kasarani, em Nairóbi, Quênia, em 2017, quando conquistou a medalha de bronze nos 400 m, com 53.57, recorde brasileiro da categoria.

Na sequência, integrou a equipe do revezamento misto 4x400 m medalha de ouro, com 3:21.71. A equipe teve ainda Jéssica Vitória Moreira. Bruno Benedito da Silva e Alison dos Santos, que hoje é um dos principais atletas do País.

Em 2018, a atleta treinada por Inaldo Sena, na cidade de Presidente Prudente, foi semifinalista do Campeonato Mundial Sub-20 de Tampere, na Finlândia.

“Nosso objetivo este ano é tirar alguma coisa boa de algo ruim e correr a melhor marca da vida”, disse, referindo-se à pandemia da COVID-19. “Quero lutar por um bom resultado no Troféu Brasil, em dezembro.”

Giovana começou no atletismo em 2009 num projeto escolar de Assis, sua cidade natal. Gostou e em 2014 mudou-se para Prudente para treinar com o Inaldo Sena, ex-recordista sul-americano dos 400 m. Começou nos 100 m e nos 200 m, mas desde 2015 deu preferência aos 400 m.

A temporada de 2019 foi comprometida por causa da lesão no calcâneo, que a tirou do Sul-Americano de Lima, Peru, e do Pan-Americano de San José, Costa Rica, ambos na categoria sub-20.

“Agora, estou 100% recuperada, conciliando os treinos improvisados com o retorno à pista aos poucos para não perder muito o condicionamento físico”, lembrou a atleta, que treina ao lado de Maria Victoria Sena, recordista brasileira dos 400 m no sub-20.

Em 2020, Giovana participou de uma competição em São Bernardo do Campo (SP) e obteve o tempo de 54.15, ficando em quarto lugar no Ranking Brasileiro Adulto.

“Ela está muito bem, tinha tudo para bater o recorde pessoal, mas infelizmente tudo parou por causa da pandemia. Ela treinou em casa, na rua e num campo e agora reinicia a preparação específica na pista da UNESP. Agora temos de aguardar para ver quando pode voltar a competir”, disse Inaldo Sena.

Foto: CBAt/Wagner Carmo

Nenhum comentário:

Postar um comentário