Encontro virtual da CBTM reúne cerca de 50 atletas das seleções de base do tênis de mesa - Surto Olimpico

Anúncio

Anúncio
Se inscreva em nosso canal!

Encontro virtual da CBTM reúne cerca de 50 atletas das seleções de base do tênis de mesa

Compartilhe

A área técnica da Confederação Brasileira de Tênis de Mesa (CBTM) realizou, no último dia 10, uma reunião virtual, com a participação de dezenas de atletas das Seleções de base do tênis de mesa brasileiro. O encontro serviu para buscar uma maior aproximação com os principais mesa-tenistas das categorias de base neste momento de distanciamento social por conta da pandemia do Covid-19.

Participaram da reunião virtual, além dos treinadores e atletas das Seleções de base, o gerente técnico, Edimilson Pinheiro, e o coordenador das Seleções olímpicas, Lincon Yasuda. Na ocasião, foi feita uma palestra sobre as competições de tênis de mesa. Não há previsão de realização de competições internacionais até o momento, enquanto o calendário nacional já foi totalmente cancelado até o mês de setembro, com os demais torneios do último trimestre ainda sendo avaliados.

“Os atletas estão retornando agora. Ficamos muito tempo isolados. A ideia era reunir todos os atletas de Seleções com idade até 18 anos e os Diamantes do Futuro. Conseguimos juntar cerca de 50 atletas. Além da situação dos torneios, foi feita uma explanação de como lidar com os protocolos de segurança para o retorno aos treinamentos”, explicou Jorge Fanck, coordenador do Diamantes do Futuro.

Segundo Fanck, o momento é de entender a realidade de cada atleta, para depois definir um planejamento específico para o retorno aos treinamentos.

“O intuito é mais de uma aproximação, para termos uma noção de como estes atletas estão, e passarmos algumas informações, troca de conhecimento, para quando pudermos retornar, estarmos mais próximos. É muito difícil, pois alguns estão totalmente afastados das mesas, enquanto outros estão conseguindo treinar em casa. A realidade é muito diferente em cada caso”, explica, lembrando os diferentes momentos da pandemia nos vários estados.

Entre as ações futuras propostas, estão aulas virtuais específicas, com Fanck e os técnicos Andrews Martins, Lígia Silva e Hideo Yamamoto. É provável que nenhuma atividade presencial seja realizada até o final deste ano.

Foto: Daniel Zappe

Nenhum comentário:

Postar um comentário